Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2560
Title: Educação permanente na reorganização do processo de trabalho no serviço de emergência
Authors: Fernandes, Fabíola Chaves
metadata.dc.contributor.advisor: Cortez, Elaine Antunes
metadata.dc.contributor.members: Dutra, Virgínia Faria Damásio
Valente, Geilsa Soraia Cavalcanti
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Fernandes, Fabíola Chaves. Educação permanente na reorganização do processo de trabalho no serviço de emergência. 2016. 149 f. Dissertação (Mestrado Profissional Ensino na Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2016
Abstract: O presente trabalho tem como objeto de estudo a educação permanente como estratégia de reorganização do processo de trabalho, no serviço de emergência de um pronto socorro. Seu objetivo geral foi utilizar a educação permanente como reorganizadora do processo de trabalho no serviço de emergência de um pronto socorro tendo como objetivos específicos: Identificar as dificuldades dos funcionários do pronto socorro no seu processo de trabalho quanto ao encaminhamento de usuários ao serviço de emergência odontológica; Descrever a compreensão dos funcionários acerca do papel do odontólogo no serviço de emergência; Analisar estratégias ou formas de colaboração para atingir a integralidade da assistência e; Elaborar produtos que colaborem na educação permanente dos funcionários envolvidos no atendimento ao paciente, de acordo com a legislação específica, em prol da integridade da assistência. A metodologia utilizada foi a pesquisa convergente assistencial, tipo de pesquisa-ação na qual o pesquisador está envolvido em ações de assistência enquanto pesquisa. O cenário da pesquisa foi o setor de emergência de um pronto socorro localizado em São Gonçalo, cidade do Estado do Rio de Janeiro. A pesquisa contou com três etapas e os instrumentos de coleta de dados utilizados foram: Na primeira etapa, observação participante, na segunda etapa, questionário semi-estruturado e na terceira etapa, grupos educativos; Na primeira etapa, foi construído um fluxo de encaminhamento ao setor de emergência odontológica. Na segunda etapa, construíram-se quatro categorias, após análise de conteúdo de Bardin. São elas: 1) O modelo biomédico ainda refletido no pensar e no agir, evidenciado, diante da análise das respostas, que parte dos funcionários não compreenderem trabalho em equipe multidisciplinar e ainda fazerem alusão ao modelo biomédico; 2) A odontologia do dente por dente: Código de Hamurabi e Tiradentes, revelando que a maioria dos trabalhadores atribui significado bucal ao atendimento odontológico; 3) O que estou fazendo aqui? Construindo a identidade do odontólogo. Demonstrou-se que muitos dos participantes não compreendem o papel do dentista no processo de trabalho em emergência, ao atribuírem significado fora do contexto odontológico a ele, ou mesmo não responderem admitindo não sabê-lo; 4) Construindo pontes para a integralidade, apontando que poucos participantes compreendem os conceitos da EP e sua capacidade de transformar as situações problemas no cotidiano de sua vida profissional. Na terceira etapa, os participantes foram convidados aos grupos educativos, local de diálogo, reflexão e elaboração de hipóteses de soluções, seguindo a proposta da metodologia da problematização. Nesses grupos, discutiu-se a legislação acerca do serviço de emergência, refletiu-se sobre as dificuldades em cumpri-la no serviço e construiu-se o rol de procedimentos eleitos como de urgência /emergência no pronto socorro. Concluiu-se que pouco conhecimento se tinha acerca da legislação vigente sobre o assunto e que o desconhecimento do sentido pleno de educação permanente limitava às tomadas de decisões. Porém, as soluções encontradas pelo grupo, mesmo que este não tenha se constituído uniformemente ao longo dos encontros, foram um somatório de experiências reunidas, o que proporcionou o que Agostinho chama de sabedoria à pesquisa convergente assistencial, de despertar do pensamento crítico e à política nacional de educação permanente em saúde de empoderamento.
metadata.dc.description.abstractother: The object of study of this paper is the continuing education as a strategy to reorganize the work process in the emergency room at emergency department. The general aims of this study was to use the permanent education as a strategy to reorganize the work process in the emergency room at emergency department. The specifics aims were: to identify the difficulties faced by the staff workers of the emergency settings related to the process of guiding patients to the emergency dental service ; to describe the understanding of the staff workers about the dentist's role in na emergency service; to analyze strategies or manners of collaboration for achieving comprehensive care and; to develop products that can collaborate in continuing education of staff workers involved in patient care, according to the specific laws related to the intregrity of care. The methodology used was the the kind of research which the researcher get involved in the assistance activities while observe. The setting of the study was the emergency department of an emergency room located in Sao Goncalo, State of Rio de Janeiro city. It had three stages and the data collection instruments used were: the first stage was a participatory observation, the second stage was a semi-structured questionnaire and the third stage was na educational focal groups. In the first stage was built a forwarded flow to the dental emergency section. On the second stage, after analysis of contente according to Bardin, it was built four following classes: 1) The biomedical model still reflected on the thinking and action, evidenced on the analysis of the responses, which the employees do not understand working in a multidisciplinary team and also mentioned the biomedical model; 2) Tooth for a tooth: The Code of Hammurabi and Tiradentes, revealing that most workers assign meaning to oral dental care; 3) What am I doing here? Building the identity of the dentist. The study reveals that many of the participants do not understand the dentist's role in emergency work process and they do not respond admitting not knowing it when asked for assign a meaning outside the dental contexto.4) Building up bridges for completeness, noting that few participants understood the concepts of the continuing education and its ability to transform problems situations in their daily professional life. In the third stage, the participants were invited to educational groups, opened for dialogue, reflection and solutions, following the proposal of the problematization methodology. Theese groups discussed the legislations about emergency service, reflected on the difficulties of fulfilling the laws during work and, built up the list of procedures elected as urgent / emergency in the emergency room. In conclusion that little knowledge about the current legislation on the topic and the lack of the full understanding about continuing education can limit the process of decision making. However, the solutions found by the group were a combination and summation of gathered experiences which provided what Augustine calls wisdom of convergent care research awakening the critical thinking and politics national continuing education in health empowerment.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2560
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fabiola Chaves Fernandes.pdf2.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.