Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2570
Title: Orientações domiciliares: estratégia de promoção a saúde à capacidade funcional de pessoas com úlceras venosas
Authors: Duffrayer, Karoline Moreira
metadata.dc.contributor.advisor: Camacho, Alessandra Conceição Leite Funchal
metadata.dc.contributor.advisorco: Joaquim, Fabiana Lopes
metadata.dc.contributor.members: Valente, Geilsa Soraia Cavalcanti
Joaquim, Fabiana Lopes
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Duffrayer, Karolina Moreira. Orientações domiciliares: estratégia de promoção a saúde à capacidade funcional de pessoas com úlceras venosas. 2016. 66 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem e Licenciatura)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016
Abstract: Introdução As úlceras venosas representam um sério problema de saúde pública, com uma ocorrência que atinge índices de até 80%, e podem acometer desde indivíduos jovens até os mais idosos em suas várias dimensões da vida. O enfermeiro ao cuidar deste paciente deve oferecer possibilidades de adaptação a sua condição patológica, desenvolvendo técnicas que viabilizem a adesão ao regime terapêutico e assim, diminuindo o tempo de tratamento e fazendo com que o portador retorne à sua rotina. Os cuidados prestados pelos enfermeiros devem prezar também pela melhora da capacidade funcional que é extremamente comprometida pelas dores e edemas decorrentes da insuficiência venosa.Objeto As orientações em saúde como estratégia de promoção a saúde às pessoas que vivem com úlceras venosas crônicas.Objetivo Geral Avaliar a efetividade das orientações em saúde no contexto domiciliar na capacidade funcional de adultos e idosos com úlceras venosas.Objetivos Específicos Analisar os efeitos das orientações em saúde sobre a capacidade funcional de adultos e idosos que vivem com úlceras venosas crônicas e descrever os resultados das orientações em saúde sobre a capacidade funcional de adultos e idosos que vivem com úlceras venosas crônicas.Metodologia Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa. Cenário: domicilio de pacientes que se encontram em atendimento no Ambulatório de Reparo de Feridas do Hospital Universitário Antônio Pedro /UFF. Participantes: 8 adultos e 8 idosos portadores de úlceras venosas. Instrumentos: protocolo da unidade e Índice de TINETTI e escala de KATZ-EIAVD com dados tratados estatisticamente. Aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa: do Hospital Universitário Antônio Pedro, sob o número 506.332. Critérios de inclusão adultos e idosos com úlceras venosas em um ou ambos os membros inferiores. Critérios de exclusão pacientes com úlceras arteriais e pé diabético. Por se tratar de um estudo que envolve seres humanos, foi aplicado o termo de consentimento livre e esclarecido elaborado segundo os aspectos relativos à Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012, do Conselho Nacional de Saúde/Ministério da Saúde que, através das suas competências legais, estabelece as diretrizes e as normas que regulamentam pesquisas desse gênero. Resultados Participaram 16 pacientes, 62,5% mulheres e 37,5% homens. Após orientações e posterior reavaliação do Índice de TINETTI 50% dos adultos e 56,25% dos idosos apresentaram melhoras percentuais. Nos adultos as melhoras são observadas nos itens equilíbrio sentado; levantando; assim que se levanta; girando 360º; sentando; início da marcha; comprimento dos passos e continuidade dos passos, enquanto que nos idosos os itens que tiveram melhora na resposta foram equilíbrio sentado; levantando; tentativas de levantar; assim que se levanta; equilíbrio em pé; olhos fechados; sentando; início da marcha e direção. Por intermédio da escala de KATZ-EIAVD evidenciamos os seguintes resultados: no item transferência, 62,5% dos adultos e 100% dos idosos conseguiam realizar as atividades referentes a este domínio sem o auxílio de objetos como bengala e andador. Após as orientações o quantitativo passou a ser 75% adultos, mantendo-se a porcentagem referente a idosos. Houve também melhora no item continência. Antes das orientações 50% dos adultos e 62,5% dos idosos apresentavam controle esfincteriano completo e após as orientações este valor passou a ser de 87,5% adultos, mantendo-se a porcentagem referente aos idosos. Conclusão As orientações domiciliares realizadas através da visita domiciliar, trouxeram melhoras para a qualidade de vida e capacidade funcional do paciente com úlcera venosa
metadata.dc.description.abstractother: Introduction Venous ulcers are a serious public health problem, with an occurrence that reaches levels of up to 80%, and can affect from young people to older people in their various dimensions of life. The nurse to take care of this patient should offer possibilities of adaptation to their pathological condition, developing techniques that enable adherence to the treatment regimen and thus reducing the time of treatment and causing the carrier return to your routine. The care provided by nurses must also appreciate the improved functional capacity that is extremely compromised by pain and edema resulting from venous insufficiency.Object Health guidance as promotion strategy health for people living with chronic venous ulcers.General objective To evaluate the effectiveness of health orientations in the home context functional capacity of adult and elderly patients with venous ulcers.Specific objectives To analyze the effects of health guidance on the functional capacity of adults and seniors that living with chronic venous ulcers and describe the results of health guidance on the functional capacity of adults and seniors living with chronic venous ulcers.Methodology This is a descriptive study with a quantitative approach. Scenario: household of patients who are in attendance at the Wound Healing Clinic of the University Hospital Antônio Pedro / UFF. Participants: 8 adults and 8 elderly patients with venous ulcers. Instruments: Unit protocol and Tinetti Index and scale-KATZ EIAVD with data processed statistically. Approval by the Ethics Committee in Research: the Antonio Pedro University Hospital, number 506332.Inclusion criteri aAdults and elderly patients with venous ulcers in one or both legs.Exclusion criteria Patients with arterial ulcers and diabetic foot. As this is a study involving human subjects, was applied the consent term and informed prepared according to aspects of the resolution number 466, of December 12, 2012, the National Health Council / Ministry of Health, through the its legal powers, establishes directives and rules governing research of this kind.Results Sixteen patients participated, 62.5% women and 37.5% men. After guidelines and subsequent reassessment of the Tinetti Index 50% of adults and 56.25% of the elderly had percentage improvements. In adults improvements are observed in the balance items sitting; lifting up; so it stands up; turning 360; sitting down; start of the march; stride length and continuity of the steps, while the older items that have improved were sitting balance; lifting up, attempts to raise; so it stands up; balance standing; closed eyes; sitting down; beginning of the march and direction. Through KATZ-EIAVD scale we noted the following results: the item transfer, 62.5% of adults and 100% of the elderly were able to perform the activities related to this field without the aid of objects such as cane and walker. After the quantitative guidelines became 75% adults, keeping the percentage regarding the elderly. There was also improvement in continence item. Before the guidance, 50% of adults and 62.5% of the elderly had complete sphincter control and after the guidelines this value increased to 87.5% adults, keeping the percentage related to the elderly.Conclusion The home orientations made through home visits, brought improvements to the quality of life and functional capacity of patients with venous ulcers
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2570
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Karoline Moreira Duffrayer.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.