Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2641
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSouto Maior, Claudia Maria Antunes Uchôa-
dc.contributor.authorOuteiro, Tandara Machado-
dc.date.accessioned2017-01-02T17:08:13Z-
dc.date.available2017-01-02T17:08:13Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationOuteiro, Tandara Machado. Conhecimento das usuárias de unidades de saúde em Niterói-RJ sobre DST com foco em tricomoníase. 2016. 69 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem e Licenciatura)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://app.uff.br/riuff/handle/1/2641-
dc.description.abstractA tricomoníase é uma doença sexualmente transmissível, causada por um protozoário. Essa infecção pode favorecer a transmissão do HIV, infertilidade, determinar partos pré-maturos, dentre outros problemas. O homem na maioria das vezes é portador assintomático, o que representa um importante elo na transmissão da parasitose. No processo de controle torna-se essencial, além do correto diagnóstico e tratamento, a identificação e difusão dos saberes sobre o tema. Baseado nessas informações este estudo teve como objetivo identificar os saberes sobre tricomoníase e outras DSTs entre as usuárias de unidades de saúde de Niterói, RJ, para fomentar a redução das barreiras de informação, favorecendo a promoção da saúde por meio de formulário composto por 23 perguntas abertas e fechadas. O estudo foi realizado com 140 mulheres de faixa etária entre 18 a 83 anos a maioria (37.1%) declarando-se parda, 63,6% casadas, 40% com ensino médio completo e 30% com ensino fundamental incompleto. Observou-se que 68,6% das mulheres entrevistadas sabiam o significado de DST, 87% relataram “relação sexual sem proteção” como uma forma de transmissão. Mais da metade do grupo (57,8%) sabia citar exemplos de DSTs, 45% apontaram HIV/AIDS, 40,7% sífilis e 25,7% gonorréia. Observou-se que 67,8 % das entrevistadas não utilizam preservativos em suas relações sexuais, sendo que a justificativa mais frequente para esse comportamento foi “ser casada”(52,6%). Das participantes, 75% relataram já ter tido corrimento vaginal e 95,2% dessas procurando o médico para tratamento. Os resultados do estudo demonstraram que as usuárias de unidades básicas de saúde de Niterói apresentaram conhecimento limitado sobre tricomoníase e outras DSTs. Os fatores de risco identificados foram o desconhecimento e o não uso de preservativos dentre as mulheres participantes. Ressalta-se a importância de maior divulgação sobre outras DSTs como tricomoníase, clamídia, gonorreia e sífilis, além da AIDS/HIV. Cabe ao enfermeiro, como elemento integrador e promotor de educação e saúde no processo de assistência em unidades básicas de saúde, atuar como facilitador na troca de saberes, incluindo DSTs, observando e criando estratégias adequadas para a consolidação esse saber, proporcionando melhoria na qualidade de vida da população e fortalecendo o laço da comunidade com as unidades de saúdept_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Fabiana Gonçalves Pinto (benf@ndc.uff.br) on 2017-01-02T17:08:13Z No. of bitstreams: 1 Tandara Machado Outeiro.pdf: 1338410 bytes, checksum: 644934cba013bdd6db84ce798bb112e4 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-01-02T17:08:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tandara Machado Outeiro.pdf: 1338410 bytes, checksum: 644934cba013bdd6db84ce798bb112e4 (MD5) Previous issue date: 2016en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.rightsOpen accesspt_BR
dc.titleConhecimento das usuárias de unidades de saúde em Niterói-RJ sobre DST com foco em tricomoníasept_BR
dc.typeMonografia de conclusão de cursopt_BR
dc.subject.keywordTricomoníasept_BR
dc.subject.keywordConhecimentopt_BR
dc.subject.keywordDSTpt_BR
dc.subject.keywordMulherespt_BR
dc.contributor.membersBastos, Otilio Machado Pereira-
dc.contributor.membersAlves, Marcia Rocha da Silva-
dc.degree.levelGraduaçãopt_BR
dc.creator.affilliationUniversidade Federal Fluminense. Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costapt_BR
dc.subject.descriptorTricomoníasept_BR
dc.subject.descriptorDoenças sexualmente transmissíveispt_BR
dc.subject.descriptorConhecimentopt_BR
dc.subject.descriptorSaúde da mulherpt_BR
dc.subject.descriptorFatores de riscopt_BR
dc.subject.keywordotherTrichomoniasispt_BR
dc.subject.keywordotherKnowledgept_BR
dc.subject.keywordotherSTDspt_BR
dc.subject.keywordotherWomenpt_BR
dc.description.abstractotherTrichomoniasis is a sexually transmitted disease caused by a protozoan. This infection can facilitate the transmission of HIV, infertility, determine pre -mature births, among other problems. In most cases the man is an asymptomatic carrier, which is an important link in the parasitosis‟ transmission. It becomes essential in the control process, in addition to the correct diagnosis and treatment, identification and dissemination of knowledge on the subject. Based on this information this study aimed to identify the knowledge about trichomoniasis and other STDs among users of health units in Niterói, RJ, to promote the reduction of information barriers, facilitating the promotion of health through a form composed of 23 open and closed questions. The study was conducted with 140 women aged between 18 to 83 years the majority ( 37.1 % ) declaring themselves mulatto , 63.6 % married , 40 % had completed high school and 30% with incomplete primary education . It was observed that 68.6 % of the women interviewed knew the meaning of STD, 87% indicating “unprotected sex “as a form of transmission. More than half of the group (57.8 %) knew examples of STDs, 45 % indicated HIV / AIDS, syphilis 40.7% and 25.7 % gonorrhea. It was observed that 67.8 % of respondents do not use condoms in their sexual relations , and the most frequent reason for this behavior was " being married " ( 52.6 % ) . 75 % of the participants reported having had vaginal discharge and 95.2 % of those seeking medical treatment for . The results of the study showed that users of basic health units of Niterói had limited knowledge about trichomoniasis and other STDs . The risk factors identified were the lack of knowledge and lack of condom use among female participants . It emphasizes the importance of greater disclosure about other STDs as trichomoniasis , chlamydia, gonorrhea and syphilis , as well as HIV / AIDS. Nurses should , as integrator and education and health promoter in the care process in primary health care units , act as a facilitator in the exchange of knowledge , including STDs, observing and creating appropriate strategies to consolidate this knowledge , providing improvement in people's quality of life and strengthening community relationship with health facilitiespt_BR
dc.identifier.vinculationAluno de graduaçãopt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.degree.departmentEscola de Enfermagem Aurora de Afonso Costapt_BR
dc.degree.date2016-02-22-
dc.degree.localNiterói, RJpt_BR
dc.degree.cursoEnfermagem e Licenciaturapt_BR
dc.publisher.departmentNiteróipt_BR
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Tandara Machado Outeiro.pdf1.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.