Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2780
Title: Sob uma ótica aventureira: um estudo sobre o turismo da Vila do Aventureiro, ilha grande- RJ
Authors: Silva, Jacqueline
metadata.dc.contributor.advisor: Ferreira, Helena Catão Henriques
metadata.dc.contributor.members: Fonseca Filho, Ari da Silva
Fratucci, Aguinaldo Cesar
Issue Date: 19-Jan-2017
Abstract: O aumento na procura por destinos turísticos que proporcionam maior contato com a natureza, contribuiu para o crescimento do turismo na Vila do Aventureiro, em Ilha Grande, no estado do Rio de Janeiro. Os moradores desta localidade, devido às restrições a que foram submetidos, a partir da criação de unidades de conservação nesta área, buscavam uma nova fonte de renda. O turismo, foi percebido por eles, como a melhor alternativa para solucionar este problema. O presente artigo estuda o desenvolvimento da atividade turística no Aventureiro. É uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório, que envolveu observações diretas e entrevistas informais semiestruturadas com 30 moradores e 74 turistas. Comparando os serviços oferecidos pelos meios de hospedagem, com as expectativas dos turistas, foi possível perceber sua compatibilidade. No entanto, acredita-se que podem haver melhorias, principalmente em relação à infraestrutura dos estabelecimentos. Observando as interações entre os moradores e turistas, identificou-se a presença de uma hospitalidade diferenciada, com características que podem ser associadas aos costumes tradicionais daquela população. A partir da análise das informações colhidas, foi possível perceber que, apesar de recente, o turismo é a realidade do Aventureiro. Ainda assim, existem limitações que atrapalham o seu desenvolvimento. Por isso, destaca-se a importância de investimento em projetos de capacitação dos moradores e infraestrutura, pensando principalmente em alternativas sustentáveis. Os temas abordados no artigo, podem servir de subsídio para pesquisas futuras mais aprofundadas
metadata.dc.description.abstractother: As the search for touristic destinations that allow the tourists to interact with nature increased, so did the tourism activity in Vila do Aventureiro, Ilha Grande, in the state of Rio de Janeiro. The residentes of the village, because of the restrictions they were under, since the creation of a Biological Reserve in its area, were looking for a new income source. Toursim was understood by them as the best solution for that problem. This article studies the development of the tourism in Aventureiro. It’s a qualitative research, of an exploratory nature, that envolved direct observations and informal interviews with 30 residents and 74 tourists. By comparing the services offered at the lodging facilities and the tourists expectations, it was possible to notice its compatibility. However, it’s believed that improvements can be made, especially on the infrastructure of the places. Through seeing the interactions between the tourists and the residentes, it was possible to identify a very particular kind of hospitality, with aspects that can be related to the traditions of that community. Analysing the informations collected during the reaserch, it can come to the conclusion that, even though the tourism is a recent practice, it’s already the reality of the village. Nevertheless, there are still some barries that are preventing it from improving. Hence the importance of investing on qualification projects for the residents, as well as on the infrastructure of the village, considering sustainable alternatives. The subjects in this article might be useful as groundwork for more detailed researches.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2780
Appears in Collections:GTH - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jacqueline.pdf607.67 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.