Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2983
Title: Fatores de crescimento para tratamento de úlceras venosas: revisão sistemática e metanálise
Authors: Carvalho, Magali Rezende de
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Beatriz Guitton Renaud Baptista de
metadata.dc.contributor.members: Santos, Marisa da Silva
Lima, Dalmo Valério Machado de
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Carvalho, Magali Rezende de. Fatores de crescimento para tratamento de úlceras venosas: revisão sistemática e metanálise. 2016. 152 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2016
Abstract: Contextualização: Os fatores de crescimento atuam no reparo tecidual emitindo sinais modulatórios estimulando ou inibindo os processos celulares. Objetivo: Analisar a eficácia dos fatores de crescimento no processo cicatricial de úlceras venosas através da busca de evidência na literatura científica. Método: Revisão sistemática segundo as recomendações da Colaboração Cochrane. Critérios de inclusão: Ensaios clínicos randomizados sobre o uso dos fatores de crescimento no tratamento de úlceras venosas; abordando o número total de úlceras cicatrizadas, redução da área e/ou tempo de cicatrização. Exclusão: estudos em andamento, protocolos de pesquisa; artigos que associam fatores de crescimento ao enxerto de pele e estudos que incluíram úlceras de múltiplas etiologias sem análise por subgrupo. Bases de dados consultadas: Ovid MEDLINE(R); Ovid MEDLINE(R) In-Process & Other Non-Indexed Citations; Ovid MEDLINE(R) Epub Ahead of Print; EMBASE; CINAHL Plus with Full Text, Cochrane CENTRAL, LILACS e Web of Science. Também foram consultados a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações e Google Acadêmico, além da busca manual através da lista de referências dos estudos incluídos. Não houve restrição temporal ou de idioma. A análise estatística foi realizada através do programa Review Manager 5.3 (Colaboração Cochrane). Para variáveis dicotômicas, foram calculados o risco relativo considerando um intervalo de confiança de 95%. A metanálise foi realizada utilizado o modelo de efeito fixo de Mantel-Haenszel quando I2 < 50% e modelo randômico para I2 > 50%. Resultados: A aplicação de fatores de crescimento para tratamento de úlceras venosas não acelerou o reparo tecidual comparado como tratamento padrão/placebo (RR 1,01 [IC 95%: 0,88-1,16]). Resultados semelhantes foram encontrados ao analisar os subgrupos PRP (RR 1,01 [IC 95%: 0,80-1,28]); KGF (RR 0,93 [IC 95%:0,78-1,11]); PDGF (RR 1,17 [IC 95%: 0,78-1,74]); EGF (RR 2,87 [IC 95%: 0,65-12,73; p=0,17]); TGF (RR 1,14 [IC 95%: 0,41-3,15]). Conclusão: Os resultados dessa revisão foram baseados em estudos classificados como moderado a alto risco de viés, portanto, precisam ser interpretados com cautela. Portanto, não há evidências para afirmar que os fatores de crescimento influenciam positivamente na cicatrização de úlceras venosas. Estudos mais robustos, com maior poder e melhor qualidade metodológica são necessários para de determinar melhores recomendações sobre o uso dos fatores de crescimento no tratamento de úlceras venosas. (Registro PROSPERO: CRD42016038390).
metadata.dc.description.abstractother: Background: Growth factors act in tissue repair by sending modulated signals stimulating or inhibiting cellular processes. Aim: To analyze the efficacy of growth factors in the healing process of venous ulcers by seeking evidence in the scientific literature. Method: Systematic review according to Cochrane Collaboration. Inclusion criteria: Randomized controlled trials using growth factors in the treatment of venous leg ulcers; approaching the total number of healed ulcers, wound area reduction and healing time. Exclusion: ongoing studies, research protocols; articles linking growth factors to the skin graft and studies that included ulcers of multiple etiologies without subgroup analysis. Databases consulted: Ovid MEDLINE (R); Ovid MEDLINE (R) In-Process & Other Non-Indexed Citations; Ovid MEDLINE (R) Epub Ahead of Print; EMBASE; CINAHL Plus with Full Text, Cochrane CENTRAL, LILACS and Web of Science. Also, the Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations and Google Scholar were consulted, as well as hand search through the list of references of included studies. There was no time or language restrictions. Statistical analysis was performed using Review Manager 5.3 software (Cochrane Collaboration). For dichotomous variables, the relative risk was calculated considering a 95% confidence interval. The meta-analysis was performed using the fixed-effect model of Mantel-Haenszel when I2 <50% and a random model for I2> 50%. Results: The application of growth factors for the treatment of venous ulcers did not accelerate the healing process compared to standard treatment/placebo (RR 1.01 [95% CI: 0.88 to 1.16]). Similar results were found when analyzing the following subgroups: PRP (RR 1.01 [95% CI: 0.80 to 1.28]); KGF (RR 0.93 [95% CI: 0.78 to 1.11]); PDGF (RR 1.17 [95% CI: 0.78 to 1.74]); EGF (RR 2.87 [95% CI: 0.65 to 12.73, p = 0.17]); TGF (RR 1.14 [95% CI: 0.41 to 3.15]). Conclusion: The results of this review were based on studies classified as moderate to high risk of bias, therefore need to be interpreted with caution. So there is no evidence that the growth factors positively influence the healing of venous leg ulcers. More robust studies, more power and better methodological quality are needed to determine the best recommendations on the use of growth factors in the treatment of venous leg ulcers. (PROSPERO Registration: CRD42016038390).
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/2983
Appears in Collections:PACCS - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Magali Rezende de Carvalho.pdf3.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.