Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3005
Title: Estudos da força de emparelhamento entre dois nêutrons na reação 12C (180,16) 14C
Authors: Garcia, Vantelfo Nunes
metadata.dc.contributor.advisor: Lubián Ríos, Jesús
Issue Date: 6-Mar-2017
Abstract: No presente trabalho de tese se estuda a reação de transferência de dois nêutrons 12C(18O,16O )14C para analisarmos em detalhes como eles são transferidos. Será dada uma atenção especial ao canal de transferência que vai para os estados fundamentais dos núcleos, devido ao fato de essa transição ter momento angular zero, o que é uma condição ideal para observar a transferência dos nêutrons emparelhados em forma de um cluster com momento intrínseco nulo. É estudada também a reação 13C(18O,17O )14C para verificar a importância da transferência sequencial frente à transferência direta de dois nêutrons. Para realizar esses cálculos, usa-se o código computacional FRESCO [1,2], com os formalismo de DWBA, para a transferência sequencial, e CRC, para os demais modelos de transferências. Todos os cálculos foram feitos com a aproximação de alcance finito, com formalismo prior. Para a parte real do potencial bare, o potencial de São Paulo [3,4] é usado, e para a parte imaginária usa-se o mesmo potencial de São Paulo multiplicado por um fator que leva em conta a importância dos canais desprezados [5]. Para calcular as funções single-particle foram usados potenciais do tipo Woods-Saxon, levando em conta a interação spinorbital. Como se trabalha com reações que envolvem transferência, é necessário determinar as amplitudes espectroscópicas para realizar os cálculos. As amplitudes espectroscópicas são calculadas usando o programa NUSHELL [6] que usa o overlap das funções de onda para obter essas amplitudes. Para utilizar esse programa é necessário escolher um espaço de valência e um potencial de interação entre os núcleons. Nossa escolha para espaço de valência são as subcamadas 1p1/2, 1d5/2 e 2s1/2. Como potencial escolhemos o modelo ZBM modificado [7,8]. Com todas essas ferramentas foram realizados cálculos para verificar qual modelo de transferência descreve melhor a transferência para o estado fundamental do núcleo residual. Se mostra que o modelo de cluster fornece a melhor descrição, tendo-se uma forte evidência da existência de uma força que faz com que os nêutrons tendam ficar juntos formando um cluster de momento intrínseco nulo. ii Este trabalho também se dedica a desenvolver investigações sobre os mecanismos de reação de transferência. Um dos pontos que será esclarecido nas reações de transferência é o uso do fator de escala que era largamente utilizado para descrever as seções de choque quando envolviam transferência. Nos resultados deste trabalho de tese não foi necessário usar esses fatores de escala, o que é um excelente resultado por si só.
metadata.dc.description.abstractother: We study the 12C(18O,16O)14C reaction to analyze how the two-neutron are transferred. We have a particular interest on transfer reactions that feed the ground state of our residual nucleus due to the fact that this transition has angular momentum zero, which is the ideal condition to observe the transfer of paired neutrons that form a cluster with intrinsic zero angular momentum. We also study the 13C(18O,17O)14C reaction to verify how important is the sequential transfer when compared with the direct transfer of two-neutron. To perform these calculations we used the computer code FRESCO [1,2]. We used different reaction theory models like the two-step DWBA formalism for sequential transfer and the CRC method for the other models of transfers. In all our calculations the finite range approximation within the prior formalism were used. We used, as the real part of the bare potential, the São Paulo Potential [3,4], and for the imaginary part we used the São Paulo potential multiplied by a strength factor that takes into account the neglected channels [5]. To calculate the single-particle wave functions, Woods-Saxon potentials type were used including the spin-orbital interaction. Since we are working with rearrangement reactions, the spectroscopic amplitudes have to be derived or obtained from literature. The spectroscopic amplitudes were calculated using the code NUSHELL [6] that calculates the overlap of the wave functions to derive these amplitudes. To use this program, one must choose a valence space and the interaction potential between the nucleons. Our choice for valence space was the subshells 1p1/2, 1d5/2 and 2s1/2. For the interaction potential, the ZBM modified interaction [7,8] was used. Using all these tools, we performed theoretical calculations to determine the model that better describes the transfer reaction to the ground state of 14C. If the cluster model is the one that better describes the reaction mechanism, we have strong evidence that there is some pairing force that leads the two neutrons to join together in a cluster with the intrinsic angular momentum zero. We also take this study to develop the transfer reaction theory. One of the points we want to understand in transfer reactions is the use of the scaling factor that was widely used to describe the cross sections. In our calculations it was not necessary to use these factors to obtain excellent results.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3005
Appears in Collections:PPGF - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_vantelfo.pdf722.8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.