Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3034
Title: Educação permanente como dispositivo para enfrentamento dos desastres naturais: uma experiência na Região Serrana do Rio de Janeiro
Authors: Bruno, Bruna Salgueiro
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Ana Lúcia Abrahão da
metadata.dc.contributor.members: Naliato, Érika Cesar de Oliveira
Gouvêa, Mônica Villela
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Bruno, Bruna Salgueiro. Educação permanente como dispositivo para enfrentamento dos desastres naturais: uma experiência na Região Serrana do Rio de Janeiro. 2014. 179 f. Dissertação (Mestrado Profissional de Ensino na Saúde)- Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2014
Abstract: O enfrentamento dos desastres naturais pelas equipes da Estratégia de Saúde da Família é o objeto deste estudo. Três questões nortearam o estudo: de que forma a Educação Permanente em Saúde (EPS) pode ser utilizada pelas equipes de saúde da família para pensarem o processo de trabalho a fim de proporem estratégias de enfrentamento em situações de desastre natural; como sensibilizar e mobilizar as equipes de saúde da família a proporem formas de enfrentamento dos desastres naturais através da EPS; e quais estratégias metodológicas permitem compreender de que forma as equipes de saúde da família podem enfrentar esses eventos. O estudo teve como objetivo geral utilizar a potência do espaço de EPS, através de uma oficina de fotos, para conhecer de que forma os membros das equipes de saúde da família enfrentam os desastres naturais; e como objetivo específico, analisar a influência da EPS como dispositivo na construção de estratégias de enfrentamento dos desastres naturais pelas equipes de saúde da família. Após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa do Hospital Universitário Antônio Pedro e autorização da secretaria de saúde do município de Teresópolis – RJ, foi realizada uma pesquisa de campo com abordagem qualitativa do tipo pesquisa-ação. Também foram adotados recursos metodológicos preconizados pela Clínica da Atividade e a perspectiva da intervenção fotográfica. Os dados foram coletados a partir de duas oficinas de fotos, sendo utilizada também a observação participante durante todas as etapas da pesquisa. Os participantes foram os profissionais integrantes de duas equipes de saúde da família que atuaram em épocas distintas na mesma Unidade localizada em Vargem Grande, área rural do município de Teresópolis-RJ, a qual sofreu inundações no ano de 2012. Com o desenvolvimento das oficinas de fotos, e com o constante e intenso movimento da EPS, as propostas para o enfrentamento dos desastres naturais foram surgindo, ficando agrupadas em quatro subcategorias determinadas pelo estudo: a) a necessidade de parcerias com diversos serviços e setores, incluindo a comunidade, para que seja feito um planejamento; b) a adoção de medidas preventivas; c) a necessidade de liderança, tanto para organizar as funções da equipe de saúde, quanto para orientar a comunidade e d) recursos teóricos e técnicos para os profissionais, a fim de torná-los mais preparados para a ação. Muitas dificuldades, empecilhos e entraves para este enfrentamento foram apontados e algumas facilidades citadas. A EPS neste estudo demonstrou grande potência e influência como dispositivo indutor da construção de estratégias de enfrentamento dos desastres naturais, pois instigou, permitiu e facilitou a expressão dos sujeitos, fazendo com que os mesmos refletissem sobre as próprias práticas e propusessem novas formas de trabalho indo ao encontro com as premissas e objetivos da PNEPS. O recurso metodológico da oficina de fotos permitiu potencializar o propósito da EPS desencadeando mecanismos para a produção de subjetividades, autoanálise, autogestão, implicação, pensamento e afetividade – experimentação. Mais do que os resultados deste estudo, esses espaços foram capazes de devolver, reacender, ou fazer surgir, o poder de agir desses trabalhadores que se viam como excluídos de uma situação ao qual estão completamente imersos e implicados
metadata.dc.description.abstractother: The confrontation of natural disasters by the Family’s Health Strategy team is the purpose of this study. Three questions guided the study: in which way can the Permanent Health Education (PHE) be utilized by the family’s health team to think about the labour process in order to propose strategies of confrontation in natural disasters situations; how to sensitize and mobilize the family’s health teams to propose ways of confrontation of the natural disasters through the PHE; and which methodological strategies allow us to understand how the family’s health team may be able to face these events. The study’s general goal was to utilize the power of space of PHE, by a photographs workshop, aiming to understand how the family’s health team members face the natural disasters; and as its main goal, analyze the influence of PHE as a device used in the construction of strategies of confrontation against natural disasters by the family’s health teams. After the approval of the Committee of Ethics and Research of the Antônio Pedro University Hospital and the authorization of the department of health of Teresópolis municipality – RJ, a field work with a qualitative approach of Research-Action type was made. Methodological resources were also utilized, which are recommended by the Clinic of Activity and the photographic intervention perspective. The data were collected in two photograph workshops, also the participant observation was utilized during all the stages of the research. The participants were the professional who integrate two family’s health team and acted in different times in the Unity located in Vargem Grande, rural area of the Teresópolis municipality – RJ, which suffered floods in the year of 2012. With the development of the photograph workshops, besides the constant and intense PHE movement, the proposals for the confrontation of natural disasters started to arise, being assorted in four subcategories determined by the study: a) the necessity of partnerships with several services and sectors, including the community, in order to make a planning; b) the adoption of preventive measures; c) the necessity of leadership, to organize the functions of the health team, as well as orientate the community and d) theoretical and technical resources for the professionals, in order to make them more prepared for the action. Many difficulties, obstacles and hindrances for this confrontation have been pointed and some eases have been refered to. The PHE in this study showed great power and influence as an inducing device for the construction of confrontation strategies against the natural disasters, because it incited, allowed and made easier the expression of the subjects, making them able to reflect about their own practices and to propose new ways of working that follow the premises and goals of the PNEPS. The methodological resource of the photograph workshop made possible to empower the purpose of PHE, unleashing mechanisms for the production of subjectivities, auto analysis, auto suggestion, implication, thought and affection – experimentation. More than just the results of this study, these workshops were able to develop, relight, or make arise the power of action of these workers who saw themselves as being ruled out of a situation in which they are completely immersed and implied
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3034
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bruna Salgueiro Bruno.pdf7.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.