Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3050
Title: Análise de nova metodologia na triagem sorológica para sífilis em doadores de sangue
Authors: Sandes, Valcieny de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Castilho, Selma Rodrigues de
metadata.dc.contributor.members: Esper, Luciana Maria Ramires
Ferreira Junior, Orlando da Costa
Issue Date: 14-Mar-2017
Abstract: Introdução: Após 110 anos da descoberta do primeiro teste sorológico para sífilis, a doença continua sendo um problema de saúde pública. Os testes sorológicos desempenham papel fundamental no diagnóstico da doença. A evolução de vários testes e a introdução de novas metodologias de testes treponêmicos frequentemente geram dúvidas na hora da interpretação dos resultados. Nos bancos de sangue, resultados discordantes e falsos positivos geram desconforto na relação com o doador. O presente trabalho se propõe a fazer uma análise da introdução recente do teste treponêmico por quimioluminescência na triagem sorológica para sífilis em doadores de sangue do Serviço de Hemoterapia do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva no Rio de Janeiro. Metodologia: Trata-se de um estudo retrospectivo e exploratório a partir dos resultados de triagem e confirmatórios de testes para Sífilis no Laboratório de Sorologia do Serviço de Hemoterapia do INCA no período de Janeiro de 2010 a Junho de 2014. Na primeira parte do estudo, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre sensibilidade e especificidade dos principais testes sorológicos para sífilis. A segunda parte foi dividida em três fases: i) uma análise comparativa do perfil de resultados na triagem sorológica utilizando os testes VDRL (Veneral Disease Research Laboratory) entre 2010 e 2011 e ChLIA (Chemiluminescent Immunoassay) entre 2012 e 2013); ii) análise das propriedades e concordância de dois testes ChLIA (Architect® Syphilis TP e Liaison® Treponema Scren) com o FTA-ABS (Fluorescent Treponemal Antibody-Absortion) como comparador; iii) e análise de possíveis associações das variáveis idade, gênero, estado civil, nível de escolaridade, utilização de medicamentos e concomitância de reatividade para outros agentes infecciosos com resultados positivos e/ou falsos positivos. Resultados: A revisão bibliográfica incluiu 49 artigos. A variação da sensibilidade e da especificidade encontrada foi: 62,2 – 83,7 e 83,9 – 100 para o VDRL; e 95,8 – 100 e 78,4 – 100 para o ChLIA, respectivamente. No período em que foi utilizado o VDRL, a taxa de reatividade para sífilis foi de 1,01% (N = 28.158). Dos inicialmente reativos, foi possível confirmar o resultado após coleta da segunda amostra de 65,96% (188) dos doadores. Já no período em que foi utilizado o ChLIA, foram triados 25.577 doadores e a taxa de reatividade para sífilis aumentou para 2,66%. Retornaram para coleta de segunda amostra 52,48% (360) doadores. Foi encontrado perfil de resultados semelhantes com taxas de falsos positivos de 40,5% para o VDRL e 37,4% para o ChLIA (p = 0,5266). Entre os testes ChLIA, o Liaison® Treponema Scren apresentou melhores resultados de concordância com o FTA-ABS e especificidade (81% e 87% respectivamente) do que o Architect® Syphilis TP (71% e 79%). Foi encontrada associação entre idade mais avançada e níveis de escolaridade mais baixos com os resultados positivos para sífilis. Conclusão: A nova metodologia introduzida na triagem sorológica apresentou desempenho inferior ao esperado quanto à especificidade. Este resultado sugere a importância de se investir em estudos para avaliar custo-efetividade de novas estratégias para redução das perdas de doadores em casos de falsos positivos
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: Since the discovery of the first syphilis serological test 110 years ago, the disease remains a public health problem. Serologic tests play an important role in diagnosis of the disease. Various tests have become available and the introduction of new treponemal tests often raises questions at the time of interpretation. In blood banks, discordant and false positives results causing discomfort in the relationship with donor. This study analyzed the recent introduction of a treponemal chemiluminescent assay in syphilis screening in blood donors of the Hemotherapy Service/INCA/RJ. Methodology: A retrospective exploratory study was performed based on results of screening and confirmatory tests for syphilis in the Hemotherapy Service of INCA from January 2010 to June 2014. In the first part of the study, a literature review on sensitivity and specificity of the main serologic tests for syphilis was performed. The second part was divided into three phases: i) a comparative analysis of positives, negatives and false positives results in screening using the VDRL test (Venereal Disease Research Laboratory) between 2010 and 2011 and ChLIA (Chemiluminescent Immunoassay) between 2012 and 2013; ii) a concordance analysis of two ChLIA tests (Architect® Syphilis TP and Liaison® Treponema Scren) with the FTA-ABS (Fluorescent Treponemal Antibody-Absorption) as a comparator; iii) and an analysis of possible association of age, gender, marital status, educational level, use of medicines and reactivity for other infectious agents with positive and/or false positive test results. Results: The literature review includes 49 articles. The variation of sensitivity and specificity found was: 62.2 to 83.7 and from 83.9 to 100 for VDRL; and 95.8 - 78.4 and 100 - 100 for ChLIA respectively. In VDRL test period the reactivity rate for syphilis was 1.01% (N = 28 158). It was possible to confirm the result after collecting the second sample in 65.96% (188) of donors with initially reactive test results. In ChLIA period, 25,577 donors were screened and the reactivity rate for syphilis increased to 2.66%. Second samples were collected from 52.48% (360) donors. A similar profile was found with false positive rate of 40.5% for VDRL and 37.4% for ChLIA (p = 0.5266). In the ChLIA tests assessed, Liaison® Treponema Screen showed a better agreement with FTA-ABS and specificity (81% and 87% respectively) than the Architect® Syphilis TP (71% and 79%). An association between elderly and lower education status with positive results for syphilis was found. Conclusion: The new methodology introduced in serological screening showed a lower performance than expected in specificity. This result suggests the importance of investing in studies to evaluate cost-effectiveness of new strategies for reducing losses of donors in cases of false positives
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3050
Appears in Collections:PPG-CAPS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sandes, Valcieny de Souza [Dissertação, 2015].pdf5.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.