Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3065
Title: Padronização de extratos de eugenia florida DC. E seu estudo toxicológico para o desenvolvimento de um fitoterápico ou Fitofármaco
Authors: Nóbrega, Andréa Bezerra da
metadata.dc.contributor.advisor: Paiva, Selma Ribeiro de
metadata.dc.contributor.advisorco: Slana, Glaucia B. C. Alves
metadata.dc.contributor.members: Rennö, Magdalena do Nascimento
Ferreira, José Luiz Pinto
Chedier, Luciana Moreira
Issue Date: 17-Mar-2017
Abstract: O objetivo deste trabalho foi padronizar os extratos de Eugenia florida DC. e estudar suas atividades farmacológicas visando o desenvolvimento de um quimioterápico de origem vegetal. Para tanto, foram realizados estudos com diferentes métodos de extração, estudo de variação metabólica da planta, desenvolvimento e validação de metodologias analíticas, ensaios citotóxicos e ensaios em células tumorais. Os dados obtidos no trabalho apontaram a percolação no tempo de 2 horas como o método que apresentou o melhor percentual de extração de ácido betulínico a partir das folhas de E. florida. Apesar de saber que a granulometria influencia diretamente na eficiência da extração, não foram observadas grandes diferenças percentuais nos teores de ácido betulínico para os diferentes tamanhos de partículas utilizados na extração por ultrassom, porém constatou-se que a homogeneidade dos tamanhos de partículas aumenta a eficiência da extração. No estudo de variação metabólica observaramse variações durante o ano que devem ser consideradas na qualidade da matéria-prima vegetal. Os extratos de E. florida apresentaram baixa citotoxidez em células VERO e apresentaram índice de seletividade alto o que representa uma maior afinidade pelas células tumorais do que pelas células sadias (VERO). Nos ensaios com células tumorais os extratos apresentaram atividade mais potente contra a linhagem de ovário (OVOCAR-3), muito mais que os padrões de ácido betulínico (comercial e isolado), o que confirma a presença de outra(s) substância(s) com atividade antitumoral presente(s) no extrato o que corrobora para a pesquisa e o desenvolvimento de um fitoterápico ao invés de um fitofármaco para ser utilizado no tratamento do câncer de ovário
metadata.dc.description.abstractother: The objective of this study was the standardize of Eugenia florida DC. leaves extracts and study their pharmacological activities aiming the development of a chemoterapic. To achieve this goal, studies were performed using different particle sizes, metabolic profile, as well as development and validation of analytical methodologies, cytotoxic assays and assays on tumor cells. The data obtained on this study showed that the percolation extraction method in the time of 2 hours showed the better rate of betulinic acid extraction from E. florida leaves. Despite the knowledge that the particle size directly affects the efficiency of ultrasound extraction, major differences were not observed in the percentage of betulinic acid for the different particle sizes used, however the uniformity of the particle size increases the efficiency of extraction. In the metabolic profile study, variations were observed during the year which should be considered in the quality of the vegetable raw material. E. florida extracts showed lower citotoxicity in VERO cells, and showed high selectivity index which represents a greater affinity for tumor cells than for healthy cells. In tumoral cells assays, the extracts showed stronger activity against the ovarian line (OVOCAR-3), much more than the standards of betulinic acid (commercial and isolated), which confirms the influence of (an) other substance (s) presented in the extract with antitumoral activity in the extract which defines the development of a herbal medicine instead of a herbal drug to be used for the treatment of ovarian cancer
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3065
Appears in Collections:PPG-CAPS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nóbrega, Andrea Bezerra da [Dissertação, 2012].pdf3.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.