Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3073
Title: Distribuição de nitrogênio inorgânico e orgânico, e emissões de óxido nitroso nas águas fluviais da bacia hidrográfica do rio Paquequer, Teresópolis, RJ
Authors: Alvim, Renata Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor: Mello, William Zamboni de
metadata.dc.contributor.members: Silveira, Carla Semiramis
Farias, Cassia de Oliveira
Kligerman, Débora Cynamon
Issue Date: 20-Mar-2017
Abstract: As atividades humanas estão provocando alterações substanciais no ciclo do Nitrogênio. Tais alterações resultam no aumento das formas reativas, na distribuição das suas diversas formas nos sistemas aquáticos e na geração de gases de N, considerados importantes reguladores de processos químicos e físicos na atmosfera. Um desses gases gerados é o N2O, que além de ser um dos gases do efeito estufa, contribui para o consumo do O3 estratosférico. O presente estudo teve como objetivo avaliar os impactos provocados na distribuição das espécies de N dissolvidas, às cargas de N e às emissões de N2O, provenientes do despejo de águas residuais urbanas não tratadas nas águas fluviais da bacia hidrográfica do rio Paquequer (Teresópolis, RJ). O rio Paquequer nasce em uma Unidade de Conservação Ambiental, o PARNASO, no entanto, os impactos começam quando o rio deixa o parque e segue em direção ao perímetro urbano do município, onde recebe elevada carga de águas residuais urbanas. Posteriormente, atravessa áreas onde se desenvolvem atividades rurais, até desaguar no rio Preto. As coletas foram realizadas no mês de agosto (2010), período caracterizado pela estiagem, ao longo da bacia hidrográfica do rio Paquequer e de seus principais afluentes. Foram efetuados medidas in situ de pH, condutividade, temperatura, além das análises de NH4+, NO2-, NO3-, NTD, concentração e fluxo de N2O. O NTD variou de 580 a 9996 μg N L-1, valores estes encontrados respectivamente dentro da unidade de conservação e no perímetro urbano do município. Nos 4 pontos de amostragem localizados em áreas sujeitas a pouca influência direta das atividades humanas (3 na unidade de conservação), predominou o NOD em relação às formas inorgânicas de N, sendo que destas predominou o NO3- em relação às demais. Nestes 4 pontos, os níveis de NH4+ e NO2- foram inferiores a 20 μg N L-1. Nos trechos mais poluídos da bacia do Paquequer predominaram o NH4+ e o NOD. As emissões de N2O variaram de 0,7 a 201 μg N m-2 h-1 na calha principal do Paquequer e de 1.1 a 9.9 μg N m-2 h-1 nos 3 tributários investigados. Nos locais situados dentro dos limites do PARNASO e no córrego Príncipe, setores não, ou muito pouco, sujeitos à descarga de esgotos, as emissões variaram de 0,7 a 6,1 μg N m-2 h-1. As maiores emissões ocorreram dentro e no limite do perímetro urbano inferior, com valores na faixa de 68 a 201 μg N m-2 h-1. As concentrações de NH4+ e N2O mostram correlação estatisticamente significativa (r2 = 0,73)‚ sugerindo que a produção desse óxido nas águas poluídas da bacia do Paquequer possa estar associada predominantemente ao processo de nitrificação, do qual surge como subproduto na etapa de oxidação do NH4+.
metadata.dc.description.abstractother: Human activities are causing substantial changes in the nitrogen cycle. These changes result in an increase in reactive forms, the distribution of its various forms in aquatic systems and the generation of gases N, considered important regulators of chemical and physical processes in the atmosphere. A greenhouse gas generated is N2O, which besides being one of the greenhouse gas, contributes to the consumption of stratospheric O3. The present study was to evaluate the impacts caused in the distribution of species of dissolved N, N loads and emissions of N2O from the discharge of untreated urban wastewater of the Paquequer basin (Teresópolis, RJ). The river rises in a Paquequer Unit of Environmental Conservation, PARNASO, however, the impacts begin when the river leaves the park and goes toward the urban perimeter, where it receives high load of wastewater. Later, through areas where rural activities are developed, before flowing into the Preto river. Samples were collected in august (2010), a period characterized by drought, along the basin river Paquequer and its main tributaries. In situ measurements of pH, conductivity, temperature and the analysis of NH4+, NO2-, NO3-, NTD, N2O concentration and flow were made in that region. The NTD ranged from 580 to 9996 μg N L-1, respectively these values are found within the conservation area and the urban perimeter. In the four sampling points located in areas subject to little direct influence of human activities (3 in the conservation unit) predominated in NOD compared to inorganic forms of N, and NO3- these predominated over the others. In these four points, the levels of NO2- and NH4+ were less than 20 μg N L-1. In the most polluted parts of the Paquequer basin predominate NH4+ and NOD. N2O emissions ranged from 0.7 to 201 μg N m-2 h-1 in the main channel of Paquequer and from 1.1 to 9.9 μg N m-2 h-1 in three tributaries investigated. In places within the boundaries of Parnassus and Principe stream , not sectors, or very little, subject to the discharge of sewage, emissions ranged from 0.7 to 6.1 g N m-2 h-1. The highest emissions occurred within and just outside the city limits lower, with values ranging from 68 to 201 μg N m-2 h-1. The concentrations of NH4+ and N2O show a statistically significant correlation (r2 = 0.73), suggesting that the production of oxides in the polluted waters of the Paquequer basin may be predominantly associated with the process of nitrification, which arises as a byproduct in the oxidation step NH4+.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3073
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação RENATA BARBOSA ALVIM.pdf2.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.