Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3081
Title: Análise da comissão de farmácia e terapêutica (CFT): dificuldades e estratégias
Authors: Nunes, Francini Sueth
metadata.dc.contributor.advisor: Guilarducci-Ferraz, Carla Valéria Vieira
metadata.dc.contributor.advisorco: Castilho, Selma Rodrigues de
metadata.dc.contributor.members: Esper, Luciana Maria Ramires
Costa, Milene Rangel da
Issue Date: 21-Mar-2017
Abstract: O processo de seleção de medicamentos envolve uma fase de preparação, com a constituição de um grupo multidisciplinar denominado genericamente Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT), uma etapa de escolha propriamente dita dos itens que irão compor a lista do formulário do hospital e o monitoramento dos resultados alcançados. A qualidade do processo está atrelada à composição da comissão e ao seu funcionamento. Dada a diversidade de competências exigidas, o grupo deve ser composto por diferentes categorias profissionais, como médicos, farmacêuticos e enfermeiros. Assim sendo, a presente dissertação tem por objetivo descrever a incorporação de medicamentos em um Hospital Universitário de alta complexidade. Como metodologia foi utilizada análise dos documentos gerados pela CFT, a fim de descrever seu funcionamento; e foi proposto um novo fluxo de tramitação das solicitações, englobando os diversos atores envolvidos à luz do referencial teórico. Do total de 61 solicitações, 24 (39,35%) não foram adicionados e 37 (60,65%) adicionadas sendo 2 (5,40%) como equivalente terapêutico, 31 (83,79%) aprovado com restrição simples, 4 (10,81%) sem restrição. O estudo aponta a necessidade de adequação do funcionamento e padronização de condutas da comissão no hospital, não apenas para a otimização dos gastos com medicamentos, de forma planejada e eficiente, como também para a criação de diretrizes, protocolos e parâmetros para que estes possam oferecer maior segurança
metadata.dc.description.abstractother: The process of selection of drugs involves a preparatory phase, with the establishment of a multidisciplinary group called generically Pharmacy and Therapeutics Committee (CFT), a choice stage itself of the items that make up the hospital formulary list and monitoring the results achieved. The quality of the process is related to the composition of the committee and its functioning. Considering the diversity of skills required, the group should be composed of different professional groups such as doctors, pharmacists and nurses. Therefore, this dissertation aims to describe the incorporation of drugs in a university hospital of high complexity. The methodology used was analysis of documents generated by the CFT in order to describe its operation; and proposed a new processing flow of requests, covering the various actors involved in the light of the theoretical framework. Of the 61 requests, 24 (39.35%) were not added and 37 (60.65%) being added 2 (5.40%) as a therapeutic equivalent, 31 (83.79%) with simple restriction, 4 (10.81%) without restriction. The study points to the need for adequate functioning and standardization of the committee conducts the hospital, not only for the optimization of drug spending in a planned and efficiently, but also to the creation of guidelines, protocols and parameters so that they can offer greater security
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3081
Appears in Collections:PPG-GAFAr - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nunes, Francine Sueth [Dissertação, 2015].pdf3.9 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.