Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3200
Title: Saúde e autocuidado na ótica de docentes e discentes: a política nacional de atenção integral à saúde do homem em foco
Authors: Francisco, Priscila Pereira
metadata.dc.contributor.advisor: Daher, Donizete Vago
metadata.dc.contributor.members: Daher, Donizete Vago
Fontenele, Raquel Malta
Machado, Cynthia Braz
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Francisco, Priscila Pereira. Saúde e autocuidado na ótica de docentes e discentes: a política nacional de atenção integral à saúde do homem em foco. 2014. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2014.
Abstract: Introdução: A motivação para o estudo surgiu no início da graduação, ao perceber que o tema Saúde do Homem não era abordado com a real necessidade, principalmente pela falta de disciplinas voltadas especificamente para essa parcela da população. Em 2009 foi instituída a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH) com o objetivo de compreender a singularidade masculina nos seus diversos contextos socioculturais, possibilitar o aumento da expectativa e da qualidade de vida, diminuindo o índice de morbimortalidade por doenças preveníveis e qualificar a saúde da população masculina na perspectiva linha de cuidado que resguardem a integralidade da atenção. (PORTARIA N°1944, 2009) OBJETIVO: Conhecer as concepções sobre saúde e autocuidado, dos homens docentes e discentes da área da saúde da Universidade Federal Fluminense (UFF). METODOLOGIA: Abordagem qualitativa do tipo descritivo-exploratória. Os sujeitos são 51 homens, sendo 39 discentes e 12 docentes, de 18 a 65 anos em atividade nos cenários de formação em saúde da Universidade Federal Fluminense- Niterói-RJ. Os dados foram coletados de janeiro a agosto de 2014, por meio de aplicação de questionários semiestruturado após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido pelos sujeitos. A análise dos dados foi realizada por meio de leitura dos depoimentos, seguida de aproximações dos discursos e posterior categorização temática. RESULTADOS E ANÁLISE: Os homens docentes em sua maioria, conhecem a PNAISH; entendem a saúde como completo estado de bem estar; sobre o autocuidado, a compreensão dos docentes como sinônimo de cuidar de si é uma forma de garantir condições cotidianas para preservar a saúde; relatam buscar realizar atividades físicas e ter uma alimentação saudável e diversificada como forma de manter sua saúde. Em relação aos homens discentes a grande maioria desconhece a PNAISH; eles também percebem a saúde como estado geral de bem estar físico e mental; sobre autocuidado estes alunos o praticam, mas não dão o devido valor a atividade; Eles também foram unânimes em dizer que realizam atividades físicas e tentam alimentar-se de forma saudável como forma de manutenção da saúde. CONSIDERAÇÔES FINAIS: Verificou-se com este estudo a necessidade de mobilização científica no sentido de tornar visível a PNAISH, tanto nos espaços universitários como nos demais espaços sociais, trazendo para a cena as formas de o homem compreender a saúde, o autocuidado e as diferentes formas de gerí-los.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: The motivation for this study began at the first period of graduation, when I notice that the Man Health was not a common subject, mainly because the lack of disciplines aimed specifically for this population. In 2009 was established the National Policy for Integral Attention to Men's Health (PNAISH) in order to understand the male uniqueness in their several socio-cultural contexts, increase potential expectancy and quality of life, reducing the morbidity and mortality rates of preventable diseases and assess the health of the male population in care line perspective that protect the comprehensive care. (ORDINANCE No. 1944, 2009) OBJECTIVE: To understand the conceptions of health and self-care from men teachers and students in the health area of the Universidade Federal Fluminense (UFF). METHODS: Qualitative approach, descriptive and exploratory. The subjects are 51 men, 39 students and 12 teachers, 18 to 65 years, teaching or learning in the health area at Universidade Federal Fluminense Niterói, RJ. Data were collected from January to August 2014, through the application of semi-structured questionnaires after they signing the Informed concent form. Data analysis was performed using analysis of testimonies, then approaches the speeches and subsequent thematic categorization. RESULTS AND ANALYSIS: More than half of teachers know about PNAISH ; they understand health as a complete state of well-being; on self-care, teachers understand it as a synonym for caring about yourself and a way to ensure every day, ways to improve your health; they told that they pursue physical activities and have a healthy and varied diet in order to promote their health. Regarding students, the majority ignores the PNAISH; they also perceive health as general state of physical and mental well being; on self-care these students practice it, but place no value on this activities; They were also unanimous in saying that perform physical activities and try to eat healthily as a way to maintain health. FINAL CONSIDERATIONS: We could see that scientific mobilization to make visible the PNAISH is needed, at the university and outside of it, bringing to reality the many ways to understand the health, self-care and the different ways to manage their healthy.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3200
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Priscila Pereira Francisco.pdf376.5 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons