Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3289
Title: A comunicação não verbal do recém-nascido e o cuidado de enfermagem em UTI Neonatal: um estudo com a equipe de enfermagem em Unidade Neonatal
Authors: Izidoro, Viviane de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Espírito Santo, Fátima Helena do
metadata.dc.contributor.members: Espírito Santo, Fátima Helena do
Silva, Luiz Henrique Ferreira da
Santos, Luiz dos
Barbosa, Maria Teresa S. R.
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Izidoro, Viviane de Souza. A comunicação não verbal do recém-nascido e o cuidado de enfermagem em UTI Neonatal: um estudo com a equipe de enfermagem em Unidade Neonatal / Viviane de Souza Izidoro. – Niterói: [s.n.], 2014. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2014.
Abstract: O nascimento de um filho é um acontecimento que gera grande expectativa para os pais, mas às vezes o nascimento prematuro e/ou alterações fisiológicas levam a necessidade de que o recém-nascido (RN) seja encaminhado a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), ficando sob cuidados intensivos 24 horas por dia. Dessa forma os profissionais de saúde, principalmente os membros da equipe de enfermagem possuem papel importante no reconhecimento das formas de comunicação da criança, decodificando-as visando reconhecer e diagnosticar as necessidades deste RN a fim de proporcionar uma assistência adequada considerando suas necessidades e demandas de saúde. Objetivos: compreender a comunicação do recém-nascido e suas implicações no cuidado de enfermagem em UTIN; Descrever as formas de comunicação do RN durante o cuidado da equipe de enfermagem em UTJN; Identificar como a equipe de enfermagem interpreta as formas de comunicação do RN durante o cuidado em UTIN; Analisar como a equipe de enfermagem articula as formas de comunicação do RN no cuidado ao mesmo em UTIN. Considerando a complexidade que envolve o cuidado de enfermagem ao recém-nato em UTIN, é fundamental que o enfermeiro juntamente com a sua equipe estabeleçam um plano de cuidados que atenda as necessidades e demandas de cuidados dessas crianças, a partir do desenvolvimento de conhecimentos e habilidades para identificar e decodificar suas formas de comunicação visando proporcionar um ambiente seguro e favorável a sua recuperação. Metodologia: trata-se de um estudo de natureza qualitativa, do tipo exploratória e descritiva. O cenário da pesquisa foi a Unidade Neonatal localizada atualmente no 5° andar do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), Niterói-RJ. Os participantes do estudo foram 24 membros da equipe de enfermagem da referida unidade e a coleta de informações foi desenvolvida através da observação direta e entrevista semi estruturada, após a conclusão da coleta de informações, as entrevistas foram submetidas à análise temática. Depois da identificação dos temas comuns nas informações colhidas, estes foram agrupados nas seguintes categorias: A comunicação do RN em UTIN e O Cuidado de enfermagem ao RN em UTIN. Resultados: Constatou-se que a equipe de enfermagem da Unidade é composta, predominantemente, por mulheres, casadas, cuja maioria possui mais de um vínculo empregatício e que grande parte dos técnicos e auxiliares de enfermagem possui ensino superior em enfermagem e outras profissões. A equipe de enfermagem da UTIN através do convívio diário com o recém nato tem a oportunidade de estabelecer uma relação com ele através das atividades de cuidado e com isso, perceber suas formas de comunicação, sendo o reconhecimento da linguagem não verbal do recém -nato uma das estratégias para o cuidado humanizado. Concluímos que o reconhecimento da linguagem não verbal exige da enfermagem e principalmente do enfermeiro, conhecimento na área de neonatologia, experiência e um olhar diferencial, para que se tenha assim, percepção desses sinais. Ou seja, faz se necessário uma comunicação efetiva e afetiva entre os profissionais da equipe de enfermagem e o RN para que o cuidado vá além das técnicas e procedimentos, e isso implica em presença, olhar atento, escuta sensível, olhar habilidoso, mãos que acalentam e foco naquele ser que necessita ser cuidado e para isso necessita ser compreendido em sua integralidade, para que cuidar seja mais que um ato mas também uma intenção de contribuir para sua recuperação e desenvolvimento.
metadata.dc.description.abstractother: The birth of a child is an event that generates great expectations for parents , but sometimes premature birth and / or physiological changes lead to the need for the newborn ( NB) is forwarded to the Neonatal Intensive Care Unit ( NICU ) , being under intensive care 24 hours a day. Thus health professionals , especially members of the nursing staff have an important role in the recognition of shapes the child's communication , decoding them aiming to recognize and diagnose the needs of the RN to provide adequate assistance considering their needs and demands of health. Objectives: To understand the communication of the newborn and its implications for nursing care in the NICU ; Describe forms of communication during the newborn care nursing team in UTJN ; Identify how the nursing staff interprets the forms of communication during the care of newborns in the NICU ; Analyze how the nursing staff articulates forms of communication in the care of newborns in the same NICU . Considering the complexity involved in the nursing care of the newborn in the NICU , it is essential that the nurse and her team establish a plan of care that meets the needs and demands for care of these children , from the development of knowledge and skills to identify and decode their forms of communication aiming to provide a safe and supportive environment to their recovery. Methodology : This is a qualitative study , the exploratory and descriptive . The research scenario was the Neonatal Intensive Care Unit currently located on the 5th floor of the Antonio Pedro University Hospital ( HUAP ) , Niterói - RJ . The study participants were 24 members of the nursing staff of the unit and the collection was developed through direct observation and semi -structured interview, after completion of data collection , interviews were subjected to thematic analysis . After the identification of common themes on the information gathered , these were grouped into the following categories : Communication RN in NICU Care and nursing the newborn in the NICU . Results: It was found that the nursing staff of the unit is composed predominantly of married women, most of whom have more than one job and that most technicians and nursing assistants have higher education in nursing and other professions . The nursing staff of the NICU through daily contact with the newborn baby have the opportunity to establish a relationship with him through the activities of care and thereby realize its forms of communication , and the recognition of non- verbal language of newborn one strategies for humanized care . We conclude that the recognition of non- verbal language demands of nursing and especially nurses , knowledge in the field of neonatology , experience and a differential looking for has thus perception of these signals . That is, does it need an effective and affective communication between professionals and nursing staff who care for infants beyond the techniques and procedures , and implies presence , watchful eye , sensitive listening , looking skilled , hands and cherish focus be that you need to be careful and it needs to be understood in its entirety , so that caring is more than an act but also an intention to contribute to their recovery and development.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3289
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Vivivane de Souza Isidoro.pdf451.1 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons