Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3311
Title: A prevalência da hipertensão arterial sistêmica entre trabalhadores de uma empresa de transporte marítimo
Authors: Almeida, Jonathan Henrique Anjos de
metadata.dc.contributor.advisor: Teixeira, Enéas Rangel
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva, Jorge Luiz Lima da
metadata.dc.contributor.members: Teixeira, Enéas Rangel
Daher, Donizete Vago
Silva, Juliana da Costa
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Almeida, Jonathan Henrique Anjos de. A prevalência da hipertensão arterial sistêmica entre trabalhadores de uma empresa de transporte marítimo. 2014. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2014.
Abstract: A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é definida como pressão arterial sistólica maior ou igual a 140 mmHg e uma pressão arterial diastólica maior ou igual a 90 mmHg, em indivíduos que não estão fazendo uso de medicação anti-hipertensiva (BRASIL, 2006). O objeto de pesquisa deste estudo é a prevalência da hipertensão arterial sistêmica entre trabalhadores de uma empresa de transporte marítimo. Este estudo tem como objetivo descrever a prevalência da hipertensão arterial sistêmica entre os trabalhadores de uma empresa de transporte marítimo no estado do Rio de Janeiro. Trata-se de um estudo seccional realizado com 316 funcionários de uma empresa de transporte marítimo localizado no estado do Rio de Janeiro, BR. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética do Hospital Universitário Antônio Pedro sob o número 260/11 e CAAE 0271.0.258.258-11 e a coleta dos dados se desenvolveu durante o ano de 2012. A prevalência de HAS foi avaliada a partir dos valores pressóricos acima de 140/90 mmHg. Para o cruzamento das variáveis sócio-demográficas, laborais, de estilo de vida e saúde com a hipertensão, foram tomados como referência as cifras acima de 120/80 mmHg, o que representa risco para o acometimento de hipertensão entre os indivíduos. A prevalência da hipertensão (valores pressóricos acima de 140/90 mmHg) foi de 19,30%. A prevalência de valores pressóricos acima de 120/80 mmHg foi de 65,50% entre os trabalhadores marítimos. Para o cruzamento das variáveis foi utilizado este valor como referência, que representa risco para a hipertensão. As características sócio-demográficas que apresentaram significância estatística quando analisadas com os níveis pressóricos elevados foram: sexo masculino (p=0,000), idade acima de 35 anos (p=0,014), situação conjugal (p=0,040) e presença de filhos (p=0,013). Quanto às características laborais, o fato de trabalhar com vínculo empregatício permanente (p=0,015) e a mais de cinco anos (p=0,004) também se relacionaram com a pressão arterial alterada. Nas características de estilo de vida e saúde, o IMC (p=0,000) e o não conhecimento de episódio prévio de HAS (p=0,000) foram significativos estatisticamente quando analisados com os níveis pressóricos. Os resultados deste estudo contribuem para o avanço do conhecimento da saúde do trabalhador e fornecem subsídios à área da enfermagem, como parte da equipe multidisciplinar em saúde, pode realizar planejamentos, ações e intervenções com vistas à melhoria da qualidade de vida do trabalhador, identificando e minimizando fatores de risco que podem ocasionar em casos de HAS.
metadata.dc.description.abstractother: Systemic hypertension (SH) is defined as systolic blood pressure greater or equal to 140 mmHg and a diastolic blood pressure greater than or equal to 90 mmHg in individuals who are not using antihypertensive medication (BRAZIL , 2006). The research object of this study is the prevalence of hypertension among workers at a shipping company. This study aims to describe the prevalence of hypertension among workers at a shipping company in the state of Rio de Janeiro. This is a cross-sectional study of 316 employees of a shipping company located in the state of Rio de Janeiro, BR. The study was approved by the Ethics Committee of the University Hospital Antonio Pedro under number 260/11 and CAAE 0271.0.258.258-11 and data collection developed during the year 2012. Prevalence of hypertension was evaluated from the pressure values above 140/90 mmHg. To the intersection of socio-demographic, work and lifestyle and health variables with hypertension, were taken as reference figures above 120/80 mmHg, which represents risk for the onset of hypertension among individuals. The prevalence of hypertension (blood pressure values above 140/90 mmHg) was 19.30%. The prevalence of blood pressure values above 120/80 mmHg was 65.50% among seafarers. To the intersection of variables this value was used as reference, which poses a risk for hypertension. The socio-demographic characteristics that were statistically significant when analyzed with high blood pressure were male gender (p = 0.000), age above 35 years (p = 0.014), marital status (p = 0.040) and presence of children (p = 0.013). Regarding labor characteristics, the fact of working with permanent employment (p = 0.015) and more than five years (p = 0.004) also correlated with abnormal blood pressure. The characteristics of lifestyle and health, BMI (p = 0.000) and no knowledge of previous episodes of hypertension (p = 0.000) were statistically significant when analyzed with pressure. The results of this study contribute to the advancement of knowledge of occupational health and provide subsidies to the nursing field, as part of the multidisciplinary health team can conduct planning, actions and interventions aimed at improving the quality of life of workers, identifying and minimizing risk factors that can result in cases of SAH .
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3311
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Jonathan Henrique Anjos de Almeida.pdf1.77 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons