Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3357
Title: Impactos do desmatamento progressivo da Amazônia na precipitação do Brasil
Authors: Amorim, Tamiris Xavier
metadata.dc.contributor.advisor: Senna, Mônica Carneiro Alves
metadata.dc.contributor.members: Franz, Barbara
Cataldi, Márcio
Issue Date: 18-Apr-2017
Abstract: A Floresta Amazônica possui importância indispensável para o equilíbrio terrestre, pois proporciona diversos serviços ambientais; dentre os que mais influenciam nas mudanças climáticas ocorridas no Brasil e no mundo estão, o grande poder de armazenamento de carbono e os efeitos sobre o ciclo hidrológico. O desmatamento é uma ameaça imediata ao ecossistema amazônico, pois afeta diretamente os níveis de evapotranspiração da floresta, tornando o clima local mais quente e seco; podendo influenciar no clima além de seus limites, devido à circulação atmosférica. Este estudo avalia os efeitos de longo prazo do desmatamento progressivo da Amazônia sobre a precipitação no Brasil, através do CCM3-IBIS, um modelo climático global acoplado a um modelo de vegetação dinâmica. Com esta finalidade foram simulados quatro cenários distintos,um considerando 100% da cobertura inicial do solo na região amazônica como floresta tropical e os demais, considerando 20%, 60% e 100% da cobertura inicial do solo na região amazônica transformada em pastagem. Os resultados encontrados mostraram anomalias negativas com maior intensidade nos meses de setembro, outubro e novembro afetando o regime de chuvas em grande parte das Regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil. Já as anomalias anuais mostraram a influência da localização da floresta sobre as áreas que tiveram os índices pluviométricos reduzidos, em praticamente toda a Região Norte, leste da Região Nordeste e norte da Região Centro-Oeste. Além disso, os resultados de anomalias negativas anuais demonstraram que o impacto do desmatamento não é linear, quando no cenário de desmatamento total foram observadas anomalias negativas menos intensas que no cenário onde 60% da floresta foi transformada em pastagem. Em contrapartida, nas Regiões Sudeste e Sul prevaleceram as anomalias positivas. Este estudo viabiliza o conhecimento prévio de possíveis mudanças no clima do território brasileiro em função do desmatamento progressivo da Amazônia, contribuindo para um melhor direcionamento na elaboração de políticas públicas de estratégia e educação ambiental, que visam a recuperação de áreas degradadas, melhorias no gerenciamento dos recursos hídricos e metodologias de prevenção à seca e inundações.
metadata.dc.description.abstractother: The Amazon Rainforest has an indispensable importance for terrestrial balance, since it provides several environmental services; among those that most influence climate change in Brazil and in the world are the great power of carbon storage and the effects on the hydrological cycle. Deforestation is an immediate threat to the Amazonian ecosystem because it directly affects evapotranspiration levels of the forest, making the local climate warmer and drier; and may influence the climate beyond its limits due to atmospheric circulation. This study evaluates the long-term effects of the progressive deforestation of the Amazon region on rainfall in Brazil, through CCM3-IBIS, a global climate model coupled with a dynamic vegetation model. For this purpose, four different scenarios were simulated, considering 100% of the initial soil cover in the Amazon region as tropical forest and the others, considering 20%, 60% and 100% of the initial soil cover in the Amazon region transformed into pasture. The results showed higher negative anomalies in the months of September, October and November affecting the rainfall regime in most of the North and Central-West regions of Brazil. On the other hand, the annual anomalies showed the influence of the location of the forest on the areas that had the reduced rainfall, practically all the North Region, east of the Northeast Region and north of the Center-West Region. In addition, negative annual anomaly results showed that the impact of deforestation is not linear, when in the total deforestation scenario negative anomalies were observed less intense than in the scenario where 60% of the forest was transformed into pasture. On the other hand, positive anomalies prevailed in the Southeastern and Southern Regions. This study makes possible the prior knowledge of possible changes in the Brazilian territory's climate due to the progressive deforestation of the Amazon, contributing to a better orientation in the elaboration of public policies of strategy and environmental education, aiming at the recovery of degraded areas, improvements in the management of water resources and drought and flood prevention methodologies.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3357
Appears in Collections:GCB - Trabalho de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC FINAL_Tamiris Xavier.pdf12.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.