Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3396
Title: O esquema LocVconect: mudanças construcionais e construcionalização
Authors: Rocha, Rossana Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Mariangela Rios de
metadata.dc.contributor.advisorco: Batoréo, Hanna Jakubowicz
metadata.dc.contributor.members: Rosário, Ivo da Costa do
Alonso, karen Sampaio Braga
Wiedemer, Marcos Luiz
Gonçalves, Sebastião Carlos Leite
Issue Date: 19-Apr-2017
Abstract: Esta tese levanta, descreve e analisa o esquema LocVconect, representado pelas microconstruções aqui está, lá está, aí vem, lá vai, aí vem e aí está. Tais usos, formados pela ordenação locativo verbo, são levantados no banco de dados do site Corpus do Português. Embasados nos pressupostos teóricos de Bybee (2010), Traugott e Trousdale (2013), Diewald (2002), Croft (2001), entre outros, confirmamos que: (i) o esquema LocVconect se configura como construcionalização gramatical do português, atuando como elemento de conexão; (ii) os contextos específicos de ocorrência de Loc e de V motivam os distintos usos, que surgem de mudanças sucessivas em pequenos passos, rumo à configuração do esquema LocVconect; (iii) as combinações aqui está, lá está, aí vem, lá vai, aí vem e aí está se apresentam em uma trajetória de abstratização, desde o uso ainda referencial do locativo e do verbo até o uso como uma construção conectora; (iv) há níveis distintos de vínculo semântico-sintático dos subcomponentes das referidas combinações que ratificam a microconstrução aí está como membro exemplar da categoria. Esta tese visa a contribuir para o maior conhecimento dos aspectos funcionais envolvidos no uso das construções com locativos em língua portuguesa e, em âmbito maior, para a investigação dos mecanismos que motivam mudanças construcionais e construcionalização
metadata.dc.description.abstractother: This thesis raises, describes and analyzes the LocVconect schema, represented by microconstructions aqui está, lá está, aí vem, lá vai, aí vem and aí está. Such uses, formed by the locative verb ordering, were collected from the Corpus of Portuguese database. Based on the theoretical assumptions of Bybee (2010), Traugott and Trousdale (2013), Diewald (2002), Croft (2001), among others, we confirm that: (i) the LocVconect schema is configured as a grammatical constructionalization of Portuguese, functioning as a connection element; (ii) the specific contexts of occurrence of Loc and V motivate the different uses, which arise from successive changes in small steps towards the LocVconect schema; (iii) aqui está, lá está, aí vem, lá vai, aí vem and aí está combinations are on a trajectory of abstratization, from the still referential use of the locative and the verb to the connector construction use; (iv) there are different levels of semantic-syntactical relationship of the subcomponents of those combinations that confirm the aí está micro-construction as an exemplary member of the class. This thesis aims to contribute to the better understanding of the functional aspects involved in the use of constructions with locative in Portuguese, and more widely for the investigation of the mechanisms that motivate constructional changes and constructionalization
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3396
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VERSÃO FINAL _Rossana Rocha.pdf1.29 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons