Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3407
Title: As metáforas da família na cultura política da era Lula
Authors: Salviano, Rosangela de Araujo
metadata.dc.contributor.advisor: Vereza, Solange Coelho
metadata.dc.contributor.members: Espíndola, Lucienne Claudete
Carvalho, Sergio Nascimento de
Mello, Maria Elizabeth Chaves de
Silveira, Maria Elisa Knust da
Issue Date: 20-Apr-2017
Abstract: O objetivo geral desta pesquisa é investigar de que modo a metáfora conceptual, por meio de suas marcas linguísticas, reproduz e, ao mesmo tempo, constrói, cognitiva e discursivamente, determinadas representações ideológicas. Mais especificamente, buscou-se investigar o papel cognitivo-discursivo da metáfora no discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Assim, esta pesquisa tem como foco uma metáfora conceptual particular, ou seja NAÇÃO É FAMÍLIA, e como desdobramento dessa, ESTADO É PAI. Esse cenário sociocognitivo pressupõe os seguintes modelos conceptuais, aqui tratados como frames (FILLMORE, 2006): o Pai Severo, o Pai Educador/Cuidador (LAKOFF, 1996) e, principalmente, como proposto neste estudo, o Pai Provedor/Autoritário. Esse recorte deve-se à importância da metáfora NAÇÃO É FAMÍLIA como motivadora não só de várias marcas linguísticas encontradas no corpus, mas também de todo um enquadramento conceptual que pode determinar uma forma de conduzir o discurso político que marcou e ainda marca a era Lula. O corpus foi constituído por fragmentos de discursos sobre e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os discursos sobre Lula foram retirados de livros, jornais, revistas, sites e blogs. Já aqueles produzidos pelo próprio presidente, durante seus dois mandatos, de 2003 até 2010, formam a maior parte do corpus, e foram retirados do website da Biblioteca Virtual da Presidência. Para a identificação das marcas linguísticas metafóricas licenciadas pelas metáforas NAÇÃO É FAMÍLIA e ESTADO É PAI, partimos da noção de “incongruência semântica”, como proposta por Kittay (1989). Para a análise dos frames de PAI, que formam cenários dentro da metáfora conceptual ESTADO É PAI, a análise não se apoiou apenas nas marcas linguísticas metafóricas, uma vez que, para avaliar se estamos tratando de um modelo de PAI SEVERO ou de UM PAI CUIDADOR/EDUCADOR, um olhar mais avaliativo, e portanto, mais interpretativista, fez-se necessário. A pesquisa fundamentou-se nos pressupostos teóricos advindos da Linguística Cognitiva e, principalmente, da Teoria Crítica da Metáfora. Dentre as contribuições deste estudo, encontra-se a pesquisa, organização e apresentação do frame do Pai Provedor/Autoritário, representando Lula como governante na política brasileira, como complemento aos frames do Pai Severo e Pai Educador/Cuidador, oriundos do modelo de família propostos por Lakoff (2002). O frame do PAI Provedor/Autoritário contribui, como um terceiro elemento, para explicar as metáforas da família no cenário da política brasileira
metadata.dc.description.abstractother: This research aims, at a general level, to investigate how conceptual metaphors, by means of their linguistic markers, reproduce, and at the same time, construct, in a cognitive and discursive way, certain ideological representations. Thus, in this research, the cognitive-discursive role of metaphors is investigated. More particularly, our research focuses on the conceptual metaphor NAÇÃO É FAMÍLIA (NATION IS FAMILY) and its entailment ESTADO É PAI (STATE IS FATHER), This cognitive scenario presupposes the models (frames) of the Strict Father, the Nurturing Father and the Provider/Authoritarian Father. This view is due to the importance of the NATION IS FAMILY metaphor as a motivator, not only of several markers found in the corpus, but also as a conceptual framing that can determine a way to conduct the political discourse which described and still describes the Lula Era. Our corpus was composed by fragments of discourse about and by president Luiz Inácio Lula da Silva. The speeches about Lula were taken from books, newspapers, magazines, sites and blogs. The ones produced by the president himself, from 2003 to 2010, form the largest part of the corpus and they were taken from the website of Biblioteca Virtual da Presidência. To identify the metaphorical linguistic markers licenced by the two conceptual metaphors, we start from the notion of “semantic incongruence”, as proposed by KITTAY (1989). To analyze the frames of the “FATHER”, which form scenarios within the conceptual metaphor ESTADO É PAI, the analysis did not follow only metaphorical and linguistic markers, but also considered an interpretative look when necessary. The research was based on theoretical presuppositions drawn from Cognitive Linguistics, in particular, the Critical Metaphor Analysis trend. Among the contributions of this research we can point out the proposal of the Provider/Authoritarian Father frame, represented by the president Lula as the political leader of Brazilian politics, complementing the family models proposed by Lakoff (1996). That frame contributes to a new view of Lakoff´s family model as a third element to explain the family metaphors in the Brazilian scenario
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3407
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_Rosangela_Saviano.pdf617.11 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons