Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/341
Title: “É um romance minha vida” – a trajetória de Dona Farailda – uma casamenteira no sertão baiano: gênero, memória e construção de si (1929-2014)
Authors: Vasconcelos, Vânia Nara Pereira
metadata.dc.contributor.advisor: Soihet, Rachel
Issue Date: 2014
Citation: VASCONCELOS, Vânia Nara Pereira. “É um romance minha vida” – a trajetória de Dona Farailda – uma casamenteira no sertão baiano: gênero, memória e construção de si (1929-2014). 2014. 237 f. Tese (Doutorado em História) – Departamento de História, Universidade Federal Fluminense Niterói, 2014. Disponível em: <http://www.historia.uff.br/stricto/td/1637.pdf>.
Abstract: Esse estudo apresenta a biografia de Dona Farailda, uma mulher do sertão da Bahia. Sua trajetória é marcada pelo tema do casamento, uma vez que, além de ter-se casado sete vezes ao longo da vida, realizava “casamentos de contrato”. Estes, apesar de não serem reconhecidos juridicamente, foram feitos até o final dos anos 1980 na cidade de Serrolândia/BA. Vistos como um “costume em comum” compartilhado por parte da comunidade, essa prática afirmava valores “tradicionais”, ao mesmo tempo em que representava uma forma de burlar procedimentos jurídicos inacessíveis às camadas populares. Seu processo de construção de si é permeado por táticas que foram sendo tecidas ao longo da vida, na experiência concreta do cotidiano. Dona Farailda aparece como uma mulher que, embora reproduza em seu discurso valores como a defesa da família e do casamento monogâmico, visto na perspectiva heteronormativa, tem práticas que parecem subverter normas estabelecidas para as mulheres daquela comunidade. Ao analisar suas ideias foi possível perceber como ela foi capaz de elaborar concepções de mundo que justificam sua forma de existir. As fontes utilizadas na pesquisa se constituem centralmente de entrevistas orais, embora também sejam analisadas fontes escritas e iconográficas como: fotografias, jornais. livros de registro de casamentos, dados dos Censos do IBGE e um contrato de casamento realizado por Dona Farailda.
metadata.dc.description.abstractother: This study presents the biography of Dona Farailda, a woman from the semi-arid region of Bahia. Marriage has been a central theme her life, since, besides having been married seven times, she also executed “marriage contracts”. These, though not legally recognized, were performed until the end of 1980s in the city of Serrolândia, BA. Viewed as a “custom in common” shared by the community, this practice affirmed “traditional” values while representing a way around legal proceedings unaffordable to the working classes. Her process of self-construction is permeated by tactics that have been woven throughout her life, from her concrete quotidian experience. Dona Farailda appears to be a woman who, despite reproducing in her discourse values such as the defense of the family and monogamous marriage, viewed from a heteronormative perspective, has practices that subvert established norms for women in her community. By analyzing her ideas it was possible to see how she was able to develop worldviews that justify her way of living. The sources used in this research consist mostly of oral interviews, although written and iconographic sources are also analyzed, including photographs, newspapers, marriage records, census data from IBGE and a marriage contract performed by Dona Farailda.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/341
Appears in Collections:PPGH - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vasconcelos, Vania-Tese-2014.pdf6.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.