Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3436
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLima, Marcia Valéria Rosa-
dc.contributor.authorSouza, Alzira Caroline Galiaço de-
dc.date.accessioned2017-04-27T19:00:57Z-
dc.date.available2017-04-27T19:00:57Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationSouza, Alzira Caroline Galiaço de. Avaliação do gerenciamento de resíduos de serviços de saúde em um hospital universitário. 2016. 110 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttps://app.uff.br/riuff/handle/1/3436-
dc.description.abstractOs Resíduos de Serviços de Saúde (RSS), definidos como o fluxo total de resíduos que resultam da assistência à saúde humana ou animal, podem ser classificados em: Grupo A, constituído por resíduos biológicos ou potencialmente infectantes; Grupo B, constituído por resíduos químicos; Grupo C, constituído por rejeitos radioativos; Grupo D, constituído por resíduos similares aos sólidos urbanos; e Grupo E, constituído por resíduos perfurocortantes . O Gerenciamento dos RSS é definido como um conjunto de procedimentos de gestão, planejados e implementados com o objetivo de minimizar a produção de resíduos, além de propiciar seu encaminhamento seguro e eficiente, desde a geração até a disposição final, de modo a proteger a saúde do trabalhador dos riscos inerentes ao manejo dos RSS, preservar a saúde pública e ambiental. A Política Nacional de Resíduos Sólidos, atualizada em 2012, legitima a crescente preocupação com a preservação dos recursos naturais e destinação final ambientalmente adequada dos resíduos, incluído os de RSS. Coerente com a identificação de um campo pouco explorado no que diz respeito à avaliação do gerenciamento de resíduos do Grupo D, este estudo tem como objetivo geral avaliar o Gerenciamento dos RSS do Grupo D em um hospital universitário. Adota-se como procedimento metodológico a pesquisa de campo, do tipo descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa através do instrumento Health-Care Waste Management - Rapid Assessment Tool Versão Brasileira, concebido originalmente pela Organização Mundial da Saúde e transculturalmente adaptado e validado por Silva (2011). O campo de estudo é um hospital universitário do estado do Rio de Janeiro, onde foram aplicados quatro conjuntos de questões: D1, D2, D3 e D4, endereçados à administração hospitalar, chefia de enfermagem, profissionais responsáveis pelo GRSS e profissionais de serviços gerais, respectivamente. Com base nos resultados obtidos, o trabalho discute a adequação dos métodos de coleta, transporte, tratamento e disposição final, de modo a tornar este processo mais seguro para o homem e o ambiente. É levado em consideração que os resíduos do Grupo D são gerados em todos os setores da unidade e representam o maior volume dentre todos os RSS, devendo ser preferencialmente encaminhados para reciclagem.. Este estudo contribui para a identificação e análise acerca de lacunas no conhecimento sobre o GRSS, somando para o subsídio na tomada de decisão gerencial e procedimentos formativos em unidades hospitalares.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Fabiana Gonçalves Pinto (benf@ndc.uff.br) on 2017-04-27T19:00:57Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) TCC Alzira Caroline Galiaço de Souza.pdf: 3912905 bytes, checksum: 4d07ab85bae41346f44ff12cc1c0a70a (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-04-27T19:00:57Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) TCC Alzira Caroline Galiaço de Souza.pdf: 3912905 bytes, checksum: 4d07ab85bae41346f44ff12cc1c0a70a (MD5) Previous issue date: 2016en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.rightsOpen accesspt_BR
dc.titleAvaliação do gerenciamento de resíduos de serviços de saúde em um hospital universitáriopt_BR
dc.typeMonografia de conclusão de cursopt_BR
dc.subject.keywordEnfermagempt_BR
dc.subject.keywordResíduos de serviços de saúdept_BR
dc.subject.keywordSaúde coletivapt_BR
dc.subject.keywordSaúde ambientalpt_BR
dc.subject.keywordSaúde do trabalhadorpt_BR
dc.contributor.membersLima, Marcia Valéria Rosa-
dc.contributor.membersSilva, Eliana Napoleão Cozendey da-
dc.contributor.membersBraga, André Luiz de Souza-
dc.degree.levelGraduaçãopt_BR
dc.creator.affilliationUniversidade Federal Fluminense. Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa. Niterói, RJpt_BR
dc.subject.descriptorEnfermagempt_BR
dc.subject.descriptorResíduos de serviços de saúdept_BR
dc.subject.descriptorSaúde coletivapt_BR
dc.subject.descriptorSaúde ambientalpt_BR
dc.subject.descriptorSaúde do trabalhadorpt_BR
dc.subject.keywordotherNursingpt_BR
dc.subject.keywordotherHealth care waste managementpt_BR
dc.subject.keywordotherPublic healthpt_BR
dc.subject.keywordotherEnvironmental healthpt_BR
dc.subject.keywordotherOccupacional healthpt_BR
dc.description.abstractotherThe Health-Care Waste (HCW), defined as all the flow of waste that result from the system of human or animal health, may be categorized as: Group A, which is biological waste or the kind that is potentially infectious; Group B, which is chemical waste; Group C, radioactive waste; Group D, waste similar to urban solids; and, Group E, sharp waste. HCW management is defined as a group of management procedures, planned and implemented with the goal of minimizing waste generation, also propitiating its efficient and safe routing, from its generation to the final disposal, protecting the health of the worker from inherent risks from HCW management, to preserve public and environmental health. The National Solid Waste Policy, updated in 2012, legitimates a rising corcern with the preservation and environmentally concious final destination of waste, including the HCW kind. This research is coherent with the identification of a less explored field in regard to the management of Group D waste assessment. Therefore it aims to assess the HCW management in a university hospital. This study adopts field research as a methodological procedure of the descriptive and exploratory type with a qualitative approach through the "Health-Care Waste Management - Rapid Assessment Tool Brazilian Version" (HCWM-RAT Brazilian Version), originally conceived by the World Health Organization and cross-culturally adapted and validated by Silva (2011). The field of study is a university hospital in the state of Rio de Janeiro, where four sets of questions were applied: D1, D2, D3 and D4, addressed to the hospital administration, head of nursing, professionals responsible for HCW Management and general service professionals, respectively. Based on the results obtained, this work discusses the adequacy of the methods of collection, transport, treatment and final disposal, in order to make this process safer for men and the environment. It is considered that Group D waste is generated in all sectors of the unit and represents the largest volume among all HCW and they should, preferably, be forwarded to recycling. This study contributes to the identification and analysis of gaps in knowledge about HCW management, contributing to the subsidy in managerial decision making and training procedures in hospital units.pt_BR
dc.identifier.vinculationAluno de graduaçãopt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.degree.departmentEscola de Enfermagem Aurora de Afonso Costapt_BR
dc.degree.date2016-12-15-
dc.degree.localNiterói, RJpt_BR
dc.degree.cursoBacharelado e Licenciatura em Enfemagempt_BR
dc.publisher.departmentNiteróipt_BR
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Alzira Caroline Galiaço de Souza.pdf3.82 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons