Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/352
Title: Artigos científicos digitais na Web: novas experiências para apresentação, acesso e leitura
Authors: Ambinder, Déborah Motta
metadata.dc.contributor.advisor: Marcondes, Carlos Henrique
Issue Date: 2012
Citation: Ambinder, Déborah Motta. Artigos científicos digitais na Web: novas experiências para apresentação, acesso e leitura. 2012. 165 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Departamento de Ciência da Informação, Universidade Federal Fluminense Niterói, 2012. Disponível em: <http://www.ci.uff.br/ppgci/arquivos/Dissert/Dissertacao_Debora_Ambinder.pdf>.
Abstract: O padrão de publicação científica da atualidade é o periódico científico eletrônico. Com a chegada da internet e, principalmente, com a chegada das publicações eletrônicas, a humanidade passou a dispor de muita informação ao mesmo tempo, o que ocasionou uma grande “explosão informacional”. Hoje, a informação é produzida em um ritmo que excede as habilidades humanas. É determinante neste cenário, mobilizar o computador para tratar e processar o conteúdo das informações disponíveis no ambiente Web. Mesmo com a facilidade de acesso ao texto completo dos artigos de periódicos científicos, através de bibliotecas digitais, repositórios digitais, o formato utilizado no meio eletrônico ainda é textual legível somente por pessoas, o que impossibilita o seu processamento semântico por programas. As páginas da Web foram construídas com semânticas locais, e este fato, se constitui como o maior obstáculo para integrar seus conteúdos. Pensar em organizar o caos informacional disponível na Web se tornou imperativo para possibilitar novas formas de acesso à informação digital. A Web 2.0 e Web 3.0 (Web Semântica) se configuram como novas propostas para alcance desses objetivos. A Web Semântica propõe incorporar sentido às informações de maneira que as máquinas possam compreender a linguagem humana, ou seja, fornecer estruturas e dar significado ao conteúdo das páginas Web; e a Web 2.0, além de facilitar a comunicação interpessoal e compartilhar informações, se destacando também pela colaboração científica, incentivando os periódicos científicos tradicionais a adotarem ferramentas colaborativas como os blogs em seus websites. Várias experiências estão sendo desenvolvidas atualmente no sentido de utilizar as tecnologias da Web 2.0 e Web Semântica em publicações acadêmicas eletrônicas. A proposta desta pesquisa é identificar projetos e experiências inovadoras de periódicos científicos que utilizam as tecnologias da Web Semântica e Web 2.0 para fornecer acesso direto ao conteúdo semântico dos artigos científicos digitais e ampliar o potencial de compreensão e recuperação do conteúdo semântico e de interação entre autores e leitores de artigos científicos digitais na Web. O desenvolvimento desta pesquisa está fundamentado nas bases da Ciência da Informação, em especial na Comunicação Científica, dando ênfase à evolução do periódico científico como canal privilegiado deste meio de comunicação e na Ciência da Computação, ao que diz respeito às tecnologias da Web Semântica e Web 2.0. Trata-se de uma pesquisa de natureza documental na Web, bibliográfica, aplicada, qualitativa exploratória e descritiva, que utiliza o método comparativo encontrado no estudo das Ciências Sociais, para a exploração dos fenômenos, identificação das características comuns e diferenças existentes nas dezesseis experiências analisadas por este estudo. Dentre os resultados destas análises, constata-se que o tradicional modelo de artigo científico impresso já não atende muitas das novas necessidades dos pesquisadores e não utiliza efetivamente as potencialidades oferecidas pelas novas Tecnologias de Informação e Comunicação para ampliar a comunicação científica. O grande percentual das experiências analisado está voltado para a área da Saúde, o que reflete o aspecto pioneiro da área Biomédica. As experiências propõem um passo adiante para a questão da recuperação e processamento semânticos de conteúdos em ambientes digitais. Ou seja, vão além do modelo do artigo impresso, lido exclusivamente por pessoas utilizando as tecnologias semânticas para que estes possam ser “inteligíveis” também por programas. Existe um uso efetivo de tecnologias da Web 2.0, com vistas a facilitar o relacionamento do pesquisador no ambiente digital, cujas métricas baseadas nestas atividades podem informar medidas mais rápidas de impacto, complementando as métricas tradicionais de citação, esboçando assim, um novo cenário para a cientometria com o uso destas tecnologias.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/352
Appears in Collections:SDC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Debora_Ambinder-2012.pdf7.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.