Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3592
Title: O uso de drogas entre estudantes universitários: uma revisão integrativa
Authors: Moura, Samara Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Souza, Ândrea Cardoso de
metadata.dc.contributor.members: Souza, Ândrea Cardoso de
Abreu, Aldira Samantha Garrido Teixeira
Muniz, Marcela Pimenta
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Moura, Samara Silva. O uso de drogas entre estudantes universitários: uma revisão integrativa. 2017. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2017.
Abstract: Segundo a Organização Mundial de Saúde droga é qualquer substância não produzida pelo organismo que tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento. A caracterização do cenário mundial em relação ao consumo de substâncias psicoativas revela que, em 2007, 172 milhões de pessoas utilizaram algum tipo de droga ilícita e cerca de 20 a 38 milhões de pessoas no mundo são usuários problemáticos, ou seja, são aqueles que sofrem danos maiores em relação ao consumo de drogas e tornam-se dependentes. A relação do indivíduo com cada substância dependendo do contexto pode ser inofensiva ou apresentar poucos riscos e até mesmo assumir padrões altamente disfuncionais com prejuízo biológico, psicológico e social. No Brasil, o “II Levantamento domiciliar sobre uso de drogas psicotrópicas”, estudo que envolveu uma população com faixa etária entre 12 e 65 anos, determinou que 22,8% da população estudada havia feito consumo de alguma substância psicoativa (exceto tabaco e álcool) alguma vez na vida. Se comparado com a população geral brasileira de 12 a 65 anos de idade, o uso na vida de drogas ilícitas é pelo menos duas vezes maior entre os universitários. Esses dados têm apontado para a magnitude do uso de drogas entre essa parcela da população, além da existência de características individuais e acadêmicas que deveriam ser consideradas no desenvolvimento de estratégias de prevenção e tratamento destinadas a essa população. Objetivo: Analisar e descrever a produção científica brasileira nos últimos cinco anos acerca do uso de drogas entre estudantes. Metodologia: Estudo apresentado como método de Revisão Integrativa abrangendo produções científicas nacionais sobre o tema abordado a partir das palavras-chave “drogas” e “universitários”, na base de dados LILACS. Resultado: Foram selecionados 17 artigos, organizados em planilhas de acordo ano de publicação, região, abordagem metodológica e áreas de conhecimento dos estudantes. Conclusão: A pluralidade de pesquisas analisadas aponta para a complexidade do assunto, além da importância de aprofundá-lo. É preciso investir cada vez mais em políticas e programas que abordem a questão das drogas no âmbito da universidade.
metadata.dc.description.abstractother: According to the World Health Organization drug is any substance not produced by the body that has the property of acting on one or more of its systems, producing changes in its functioning. The world scenario in relation to the consumption of psychoactive substances says that in 2007, 172 million people used some type of illicit drug and nowadays about 20 to 38 million people in the world have problems with those substances becoming drug addicted. The relation between a person and each substance may be harmless or represent low danger and even assume dysfunctional patterns with biological, psychological and social impairment. In Brazil, the "II Household survey on the use of psychotropic drugs", a study that involved a population aged between 12 and 65 years, determined that 22.8% of the population had consumed some psychoactive substance (except tobacco and alcohol) ever in life. When compared to the Brazilian population from 12 to 65 years old, the use of illicit drugs in the life is, at least, twice as high among university students. These data indicate the big problem we've been fighting with this specially group. Besides that, we can see the existence of individual and academic characteristics that should be considered in the case of creating prevention and treatment strategies for these people. Objectives: To analyze and describe the Brazilian scientific production in the last five years about the use of drugs among university students; chart the groups according to year of publication, region, methodological approach and areas of interest. Methodology: This study was presented as an integrative review method covering national scientific productions on the topic addressed from the keywords "drugs" and "university students”, in the LILACS database. Results: Were selected 17 articles, organized according to year of publication, region, methodological approach and student areas of interest. Conclusion: The plurality of research analyzed points to the complexity of the subject, as well as tha importance of deepning it. Increasingly, we nedd to invest in policies and programs that adress the issue of drugs within de university
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3592
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Samara Silva Moura.pdf531.95 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons