Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3697
Title: Análise espacial das condições de saneamento e saúde ambiental no estado do Rio de Janeiro
Authors: Arouca, Maria Clara Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor: Francisco, Cristiane Nunes
metadata.dc.contributor.members: Cavalcanti, Viviane Fernandez
Barros, Sergio Ricardo da Silveira
Issue Date: 23-May-2017
Abstract: A distribuição desigual do saneamento entre os diferentes grupos sociais resulta que determinadas doenças atinjam grupos populacionais de forma diferente. O objetivo deste trabalho é analisar as relações entre as condições sanitárias e a saúde ambiental da população, a partir do mapeamento dos indicadores de saneamento e da ocorrência de doenças no Estado do Rio de Janeiro. Para a execução do estudo realizou-se uma coleta de dados relacionados às condições de saneamento, assim como a coleta de dados sobre doenças, que foram utilizados para a realização de análises estatísticas e elaboração de mapas temáticos. Ao analisar a relação das doenças com o saneamento e a renda, notou-se correlação da dengue com a renda média domiciliar. Por outro lado, a hepatite revelou correlação tanto com o saneamento quanto com renda, onde as maiores correlações foram com a renda média domiciliar e com os domicílios particulares permanentes com fossa séptica. Dentre as variáveis do saneamento, os domicílios particulares com fossa séptica, foram os que apresentaram maiores riscos à contaminação por hepatite pela população que não possui acesso ao serviço de esgoto via rede geral. A partir do presente estudo observou-se que é possível obter informações direcionadas sobre os problemas de cunho ambiental que causam determinadas doenças, facilitando a identificação de áreas de risco e as respectivas ações a serem realizadas.
metadata.dc.description.abstractother: The unequal distribution of sanitation among different social groups results that some diseases reach polulation groups in different ways. The objective of this study is to analyze the relationship between sanitary conditions and environmental health of population, based on the mapping of sanitation indicators and the occurrence of diseases in State of Rio de Janeiro. For the execution of the study, data collection of sanitation conditions and diseases was perfomed, which were used for statistical analysis and thematic maps. When analyzing the relationship between diseases, sanitation and income, was noted a correlation of dengue with household income. On the other hand, hepatitis showed correlation with sanitation and income, which the highest were with the household income and the permanent private households with septic tank. Among the sanitation variables, private households with septic tank were the ones that presented greater risks to hepatitis contamination by the population that does not have access to sewage system via the general network. Based on this study, was observed that it is possible to obtain targeted information about the environmental problems that cause certain diseases, facilitating the identification of risk areas and the respective actions to be executed.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3697
Appears in Collections:GCB - Trabalho de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Clara.pdf1.94 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons