Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3805
Title: A avaliação de desempenho na contramão da avaliação do trabalho e seus impactos nas vivências de prazer e sofrimento de servidores públicos federais
Authors: Maia, Cristiane do Vale
metadata.dc.contributor.advisor: Vieira, Fernando de Oliveira
metadata.dc.contributor.members: Gurgel, Claudio Roberto Marques
Lima, Suzana Canes da Cruz
Mendes, Ana Magnólia Bezerra
Issue Date: 6-Jun-2017
Abstract: Esta pesquisa discute as consequências dos modelos de avaliação de desempenho atuais para o indivíduo e apresenta as relações entre esses métodos de aferição de desempenho e a avaliação do trabalho, sob a ótica da Psicodinâmica do Trabalho. Como cenário para esta investigação, analisamos as vivências de prazer e sofrimento de servidores de uma instituição pública federal, que desenvolveu uma sistemática de avaliação de desempenho individual, para fins de pagamento de uma gratificação de desempenho relevante na remuneração destes servidores, a partir da instituição legal da mesma. Para atingir o seu objetivo e partindo de um referencial teórico crítico acerca da desvalorização do trabalho ao longo do pensamento administrativo, bem como dos pressupostos ideológicos neoliberais e gerencialistas que levaram à Reforma do Estado, o presente estudo utilizou-se de uma análise documental da legislação que instituiu a gratificação de desempenho para diversas carreiras da Administração Pública Federal e de entrevistas individuais e semi-estruturadas com servidores das duas principais diretorias finalísticas de uma dessas instituições. Os resultados apresentaram cinco núcleos de sentido, que indicam características de uma organização do trabalho tipicamente taylorista, além de uma avaliação revestida de aspectos altamente objetivos, caracterizada por um viés instrumental e produtivista, sem espaço para a subjetividade e, portanto, na contramão da avaliação do trabalho.
metadata.dc.description.abstractother: This present work regards the consequences of the modern individual performance evaluation models and presents the relationship between the methods for the verification of the performance and the evaluation of work, under the perspective of the Psychodynamics of work. The framework of this present investigation is hereby represented by the analysis regarding the experiences of pleasure and suffering of the servants from a public federal institution which developed an individual performance evaluation system, with the finality of payment of a relevant performance-related bonus to such servants, through the legal institution of the referred bonus. In order to achieve its purpose and starting from a critical theoretical reference regarding the depreciation of labor throughout the line of thought of the administration, as well as the neoliberal and managerial ideological suppositions, which led to the State Reform, this present work used a documental analysis concerning both the legislation that instituted the aforementioned performance bonus into many different careers inside the Federal Public Administration and the individual and semiarticulated interviews with the servants of the two main finalistic board of directors from one of the referred institutions. The results presented five cores of meanings, which reveal the characteristics of a typically tayloristic organization of labor, as well as an evaluation coated with highly objective aspects, characterized by an instrumental and productivist bias with no room for the subjectivity and, therefore, in contrast with the evaluation of work.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3805
Appears in Collections:PPGAd - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Cristiane Maia.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.