Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3831
Title: Contra-hegemonia e mídias sociais: um estudo de caso da campanha “Primavera Carioca”
Authors: Toledo, Penélope Thaís da Cunha
metadata.dc.contributor.advisor: Cabral, Adilson Vaz
metadata.dc.contributor.members: Lemos, Anna Paula
Schneider, Marco
Issue Date: 12-Jun-2017
Abstract: A sociedade é um palco permanente de disputa pela hegemonia das ideias, como condição para a conquista e o exercício do poder. Nela, as forças hegemônicas brigam para consolidar o seu domínio, enquanto as contra-hegemônicas brigam para conquista-lo, sendo aqui hegemonia entendida como uma forma de dominação por meio do consenso, não da força física. A disputa pelas ideias ganha impulso durante os processos eleitorais, momento em que se multiplicam as discussões políticas e em que as pessoas são levadas a pensar nas questões da sociedade, já que têm que escolher os seus candidatos e projetos. Para isso são utilizados diversos instrumentos e canais, físicos e virtuais, neste último caso se destacando, por sua popularidade e por características como horizontalidade e interatividade, as mídias sociais. Como a disputa pela hegemonia é constante, entretanto, a circulação das ideias nestas interfaces colaborativas transcende o período eleitoral e precisa ser profundamente estudada e compreendida para possibilitar intervenções conscientes e inseridas dentro de um planejamento político-estratégico maior. Este estudo investiga e analisa as mídias sociais enquanto canal de circulação das ideias contra-hegemônicas. Para tanto, parte do estudo de caso da campanha “Primavera Carioca” nas referidas interfaces, nome com que ficou conhecida a candidatura de Marcelo Freixo (PSOL) à prefeitura do Rio de Janeiro em 2012. O que se pretende com o estudo de caso é, partindo do evento específico, compreender o contexto geral, por meio de analogias e da ampliação das situações observadas. Em geral, a pesquisa objetiva compreender como as mídias sociais atuam enquanto canais para a circulação permanente das ideias contra-hegemônicas, abrangendo as suas potencialidades, limitações e impactos. Também tem como objetivos analisar o uso destas interfaces como instrumento de campanhas eleitorais e de ações políticas como um todo, e examinar a sua utilização em eleições como um meio para a promoção do debate público. Trata-se de uma análise descritiva e com argumento indutivo, que tem como tipologia de pesquisa um estudo de caso. A partir das observações do objeto estudado é feito o cruzamento, de forma analítica e reflexiva, das informações e dos dados levantados na pesquisa bibliográfica, documental e audiovisual, bem como nas entrevistas. São entrevistados o coordenador da campanha nas mídias sociais e o organizador do movimento “Nada deve parecer impossível de mudar”. É uma pesquisa multidisciplinar, que mescla 8 diversos campos do conhecimento e tem as suas principais abordagens na política geral, nas eleições, na comunicação social, nas mídias digitais, nas mídias sociais e no uso político destas interfaces. As principais referências teóricas são os pensamentos e as obras dos seguintes autores: Antonio Gramsci, Vladmir Lênin, Karl Marx, Paulo Freire, Jesus Martín-Barbero, Armand Mattelart, Agnes Heller, Dênis de Moraes, Albino Rubim, Wilson Gomes, Raquel Recuero e Pierre Lévy. Também são largamente utilizados na pesquisa os estudiosos que desenvolvem as ideias ou dialogam com os teóricos referenciais, como Carlos Nelson Coutinho e Hugues Portelli; que se contrapõem às suas ideias, como Dominique Wolton e Paul Virilio; e outros, cujos trabalhos contribuem para a construção da pesquisa. A bibliografia recente, relativamente escassa dos assuntos referentes às mídias digitais e sociais e sem comprovação científica a longo prazo é uma das dificuldades na realização da pesquisa, tal qual a velocidade com que as mudanças das tecnologias digitais acontecem, sempre gerando fatos novos.
metadata.dc.description.abstractother: The society is a permanent stage of dispute for the hegemony of ideas, as a condition for the conquest and the exercise of power. In it, the hegemonic forces argue to consolidate your domain, while the counter-hegemonic argue to conquer it, being here hegemony understood as a form of domination through consensus, not physical strength. The struggle for ideas is gaining momentum during the electoral processes, moment in which multiply the political discussions and in which the people are brought to consider the issues of society, since they have to choose their candidates and projects. For this reason, they are used various instruments and channels, physical and virtual, in the latter case if underlining its popularity and by characteristics such as horizontality and interactivity, social media. As the dispute by hegemony is constant, however, the movement of ideas in these interfaces collaborative transcends the electoral period and needs to be thoroughly 9 studied and understood to enable interventions aware and inserted within a political planning and strategic higher. This study investigates and analyzes the social media as a channel of movement of ideas counter-hegemonic. For both, the case study of the campaign “Primavera Carioca” in these interfaces, the name with which he has known the candidacy of Marcelo Freixo (PSOL) to the city of Rio de Janeiro in 2012. What is the aim of the case study is based on the specific event, understand the general context, by means of analogies and the expansion of situations observed. In general, the research aims at understanding how the social media act as channels for the permanent movement of ideas counter-hegemonic, covering their potential, limitations and impacts. It also has as objectives analyze the use of these interfaces as an instrument of election campaigns and political actions as a whole, and to examine its use in elections as a means for the promotion of public debate. This is a descriptive analysis and inductive argument, which has as a typology of research a case study. From the observations of the study object is done the crossing, analytical and reflective of the information and data collected in bibliographic research, documentary and audio-visual media, as well as in interviews. Are interviewed the campaign coordinator in social media and the organizer of the movement “Nada deve parecer impossível de mudar”. It is a multidisciplinary research, which merges several fields of knowledge and has its main approaches in general policy in elections, in the media, digital media, social media and the political use of these interfaces. The main theoretical references are the thoughts and works of the following authors: Antonio Gramsci, Vladmir Lenin, Karl Marx, Paulo Freire, Joseph Martin-Barbero, Armand Mattelart, Agnes Heller, Denis de Moraes, Albino Rubim, Wilson Gomes, Raquel Recuero and Pierre Levy. They are also widely used in the research scholars who develop ideas or dialog with the theoretical frameworks, such as Carlos Nelson Coutinho an Hugues Portelli; that is opposed to his ideas, as Dominique Wolton and Paul Virilio; and others whose work contributes to the construction of the research. Recent bibliography, relatively scarce of subjects relating to digital media and social and without scientific evidence long-term is one of the difficulties in conducting the research, such as the speed with which the changes of digital technologies happen, always generating new facts.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/3831
Appears in Collections:PPGMC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao com contribuicoes banca (VALE ESTA).pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.