Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4021
Title: A relação de ajuda na promoção do vínculo pais/filho em unidade de terapia intensiva neonatal
Authors: Zambrotti, Gleyce Padrão de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Simões, Sonia Mara Faria
metadata.dc.contributor.members: Christoffel, Marialda Moreira
Santos, Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Zambrotti, Gleyce Padrão de Oliveira. A relação de ajuda na promoção do vínculo pais/filho em unidade de terapia intensiva neonatal. 2006. 55 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006
Abstract: Situação problema: a criança prematura e/ou doente é considerada frágil podendo ser afetada pelo meio em que se encontra, uma vez, que apresenta imaturidade fisiológica, necessitando de assistência adequada e especializada. Mesmo com o avanço tecnológico e a qualificação profissional surgindo como uma situação curativo-preventiva contribuindo para reduzir os índices de morbi-mortalidade e a prevenção de seqüelas, a internação acaba gerando nos pais esperança na perspectiva de vida do seu filho, pela dificuldade da família em entender e aceitar o estado do filho, o que pode refletir negativamente em relação à sua presença. Pais ansiosos podem apresentar resistência em manter a criança hospitalizada e aceitar as normas e rotinas da unidade. Entretanto, a forma e o caráter deste apego influenciarão, consequentemente, por toda a vida, a qualidade dos laços futuros com os outros indivíduos, e não oportunizar a mãe/pais de interagir com seu filho internado em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, pode ocasionar prejuízo na formação do apego entre ambos, levando a conseqüentes desordens no relacionamento futuro dessa mãe com seu filho. Objetivo: Implementar a metodologia da assistência de Joyce Travelbee aos pais de recém-nascidos internados em unidade de terapia intensiva neonatal que promova o fortalecimento do vínculo pais/filho. Material e método: Para atender ao objeto de estudo, a relação de ajuda aos pais de recém-nascidos internados em UTIN, a pesquisa é de natureza descritiva e abordagem qualitativa. Como instrumento de coleta de dados foram utilizadas a observação simples e a entrevista aplicada ao grupo, contendo na primeira parte dados sócio-demográficos dos sujeitos da pesquisa, e na outra, a temática a ser trabalhada. A pesquisa se deu na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Universitário Antônio Pedro, que atende a clientes de Niterói e de diversos Municípios adjacentes, no período de novembro de 2005 a fevereiro de 2006. Principais resultados: Para se estabelecer à relação humano com humano, a aparência, tanto da enfermeira quanto do paciente, deve ser penetrada a fim de alcançar a humanização de cada pessoa envolvida. Os dados apreendidos junto às mães permitiram uma direcionalidade assistencial que, mesmo diante do sofrimento vivido pelo grupo, foi possível estabelecer os diagnósticos de enfermagem com vistas à promoção do fortalecimento do vínculo pais/filho. Conclusões: O cuidar deve implicar-se-á numa relação interpessoal que não se repete e que é constituída de atitudes humanas nem sempre previsíveis e não estabelecidas, tendo em vista a peculiaridade do ser humano de ser único
metadata.dc.description.abstractother: Situation problem: The child premature sick and/or is considered fragile could be affected by the middle in that is, once its presents physiologic immaturity, needing appropriate and specialized attendance. Even the technological progress and the professional qualification appearing as a curative-preventive situation contributing to reduce the mortality rate and the prevention of sequels, the internment ends up generating in the parents hope in the perspective of they son’s life, for the difficulty of the family in to understand and to accept the son’s state, what can contemplate negatively in relation to his/her presence. Anxious parents can present resistance in to maintain the hospitalized child and to accept the norms and routines of the unit. However, the fork and the character of this attachment will influence, consequently for a lifetime, the quality of the future bows with the other individuals, and to opportunity the parents of interacting with their son interned in an Unit of Intensive Therapy Neonatal, it can cause damage between both in the formation of the attachment, taking to consequent disorders in that mother’s future relationship with they son. Objective: To implement the methodology of the attendance of Joyce Travelbee to the parents of newly born interned in unit of therapy intensive neonatal that promotes the invigoration of the bond parents. Material and method: To assist to the study object, the relationship of help to the parents of newly born interned un Unit of Intensive Therapy Neonatal, the research is of descriptive nature and qualitative approach. As instrument of collection of data was used the simple observation and the applied interview to the group, containing in the first part partner-demographic data of the subject of the research and in the other the theme to be worked. The research felt in the Unit of Intensive Therapy Neonatal of the Academical Hospital Antonio Pedro that assists customers of Niterói and of several adjacent Municipal districts, in the period of November of 2005 to February of 2006. Mains results: To establish the relationship human with human, the appearance, as much of the nurse as of the patient, it should be penetrated in order to reach to humanize each involved person. The data apprehended the mothers close to allowed a addressed attendance, that same before the suffering lived by the group, it was possible to establish the nursing diagnoses with views to the promotion of the invigoration of the I link parents/child. Conclusions: Taking care should be implicated in a harmonic relationship that doesn’t repeat and that it is constituted of attitudes human not always previsible and no established, tends in view the human being peculiarity of being only
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4021
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Gleyce Padrão de Oliveira Zambrotti.pdf11.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.