Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4065
Title: A lactação em mães de bebês prematuros: reconstruindo a assistência de enfermagem
Authors: Baptista, Suzana de Souza
metadata.dc.contributor.advisor: Alves, Valdecyr Herdy
metadata.dc.contributor.members: Alves, Valdecyr Herdy
Vieira, Bianca Dargam Gomes
Souza, Rosangela de Mattos Pereirade
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Baptista, Suzana de Souza. A lactação em mães de bebês prematuros: reconstruindo a assistência de enfermagem. 2013. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2013.
Abstract: Introdução: O aleitamento materno para prematuros é de extrema importância para o seu crescimento e desenvolvimento, desta forma, promover e apoiar amamentação e a manutenção da lactação junto às mães de recém-nascido pré-termo garantirá a oferta do próprio leite materno ordenhado para seu filho. O estudo teve como objeto As estratégias utilizadas pelos enfermeiros na UTI Neonatal do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) no manejo clínico da amamentação junto às mães de recém-nascidos pré-termo (RNPT) e como objetivo, compreender o manejo clínico da amamentação realizado pelos enfermeiros na UTI Neonatal do Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP). MÉTODO: pesquisa descritiva, exploratória, com abordagem qualitativa, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina do Hospital Universitário Antonio Pedro, sob número: 0199.0.258.000-11 o que permitiu a entrada da pesquisadora no cenário do estudo: a UTI Neonatal do HUAP. Os sujeitos foram os enfermeiros nela atuantes. Os dados foram coletados entre junho e agosto de 2012, por meio de entrevista semi-estruturada, destacando-se que os procedimentos éticos previstos na Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde foram atendidos integralmente. RESULTADOS. Verificou-se que o conhecimento e a habilidade dos sujeitos eram insuficientes para manejar adequadamente as inúmeras situações que podem servir de obstáculo à amamentação bem-sucedida. Percebeu-se que conhecem e utilizam as técnicas de posicionamento e pega no processo de aleitamento materno, contudo, a ideia reforçada por eles em relação às orientações que devem ser feitas para tornar mais fácil o processo de aleitamento materno, parecem superficiais tendo em vista a complexidade do processo. A pesquisa apontou para a necessidade de os enfermeiros posicionarem-se como educadores e profissionais responsáveis pelo gerenciamento do cuidado, ou seja, ele deve ser capaz de dirigir-se ao paciente e fornecer orientações para que, futuramente, o indivíduo torne-se capaz de desenvolver sozinho as habilidades de que necessita para o seu próprio cuidado. Como gerente do cuidado, o enfermeiro deve ser capaz de definir estratégias para que haja sucesso no processo de aleitamento materno. CONCLUSÕES. Foi possível perceber que a atividade de educação em saúde junto aos pacientes é de extrema importância, e que o enfermeiro precisa ocupar-se não só de técnicas, mas da organização do seu tempo no desempenho de suas atividades, a fim de utilizar seu conhecimento científico para analisar e avaliar clinicamente, caso a caso, as situações que envolvem as questões inerentes ao aleitamento materno, pois, muitas são as dificuldades que podem emergir desses bebês prematuros e de suas mães, e contribuir para o desmame precoce.
metadata.dc.description.abstractother: Introdução: O aleitamento materno para prematuros é de extrema importância para o seu crescimento e desenvolvimento, desta forma, promover e apoiar amamentação e a manutenção da lactação junto às mães de recém-nascido pré-termo garantirá a oferta do próprio leite materno ordenhado para seu filho. O estudo teve como objeto As estratégias utilizadas pelos enfermeiros na UTI Neonatal do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) no manejo clínico da amamentação junto às mães de recém-nascidos pré-termo (RNPT) e como objetivo, compreender o manejo clínico da amamentação realizado pelos enfermeiros na UTI Neonatal do Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP). MÉTODO: pesquisa descritiva, exploratória, com abordagem qualitativa, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina do Hospital Universitário Antonio Pedro, sob número: 0199.0.258.000-11 o que permitiu a entrada da pesquisadora no cenário do estudo: a UTI Neonatal do HUAP. Os sujeitos foram os enfermeiros nela atuantes. Os dados foram coletados entre junho e agosto de 2012, por meio de entrevista semi-estruturada, destacando-se que os procedimentos éticos previstos na Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde foram atendidos integralmente. RESULTADOS. Verificou-se que o conhecimento e a habilidade dos sujeitos eram insuficientes para manejar adequadamente as inúmeras situações que podem servir de obstáculo à amamentação bem-sucedida. Percebeu-se que conhecem e utilizam as técnicas de posicionamento e pega no processo de aleitamento materno, contudo, a ideia reforçada por eles em relação às orientações que devem ser feitas para tornar mais fácil o processo de aleitamento materno, parecem superficiais tendo em vista a complexidade do processo. A pesquisa apontou para a necessidade de os enfermeiros posicionarem-se como educadores e profissionais responsáveis pelo gerenciamento do cuidado, ou seja, ele deve ser capaz de dirigir-se ao paciente e fornecer orientações para que, futuramente, o indivíduo torne-se capaz de desenvolver sozinho as habilidades de que necessita para o seu próprio cuidado. Como gerente do cuidado, o enfermeiro deve ser capaz de definir estratégias para que haja sucesso no processo de aleitamento materno. CONCLUSÕES. Foi possível perceber que a atividade de educação em saúde junto aos pacientes é de extrema importância, e que o enfermeiro precisa ocupar-se não só de técnicas, mas da organização do seu tempo no desempenho de suas atividades, a fim de utilizar seu conhecimento científico para analisar e avaliar clinicamente, caso a caso, as situações que envolvem as questões inerentes ao aleitamento materno, pois, muitas são as dificuldades que podem emergir desses bebês prematuros e de suas mães, e contribuir para o desmame precoce.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4065
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Suzana de Souza Baptista.pdf352.06 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons