Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4238
Title: Organização do trabalho dos fiscais de contrato de uma empresa de energia: o ponto de vista da atividade
Authors: Fernandes, Sabrina Sossai
metadata.dc.contributor.advisor: Alvarez, Denise
metadata.dc.contributor.members: Muniz, Helder Pordeus
Oliveira, Simone Santos Silva
Issue Date: 22-Feb-2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: No Brasil, a década de 80 é marcada pela intensificação do processo de terceirização fazendo com que as empresas, a partir de então, passassem a dar maior importância à gestão de contratos. A atuação do fiscal de contrato torna-se essencial para que as organizações permaneçam competitivas através da contratação de empresas para implementar projetos nas mais diversas áreas. Para tanto, faz-se necessário que o fiscal de contrato esteja inserido em uma organização do trabalho flexível, permitindo ao mesmo adaptá-la a seus desejos e necessidades, conferindo-lhe autonomia a ponto de permitir realizar modificações no modo operatório e nas formas de gestão da atividade de fiscalização. Assim, o presente estudo tem por objetivo analisar a influência da organização do trabalho do fiscal de contrato de uma empresa de energia nos processos de construção de saúde e formação de competências. A metodologia foi adaptada a partir do modelo de instrução ao sósia, aplicada em dois profissionais que atuam como fiscais de contrato de uma empresa de energia. A análise dos dados consistiu na confrontação dos relatos oriundos das instruções ao sósia com a base teórica levantada e com as prescrições inerentes a essa atividade. Os resultados apontam que a atividade de fiscalização de contratos é extremamente prescritiva e o fiscal de contrato se utiliza dessa característica como mecanismo para evitar o processo de adoecimento. Além disso, o fiscal de contrato precisa de um coletivo de trabalho para compartilhar as responsabilidades e atribuições entre o coletivo de trabalho. Esse compartilhamento cria estratégias para a construção da saúde e proteção contra o adoecimento, assim como permite diluir um pouco sua carga de trabalho.
metadata.dc.description.abstractother: The 1980s in Brazil are marked by the intensified outsourcing, making corporations pay more attention to contracts management. The contract inspector’s work became essential for the organization to remain competitive by hiring firms to implement projects in several areas. To that, the contract inspector’s work organization must be flexible, adjusting it to his/her desires and needs and granting him/her autonomy enough to change the operations and ways of managing the activity of oversight. This paper aims to analyze the influence of the contract inspector’s work organization of an electric power company on the processes of health construction and competence building. The methodology was adapted from a model of instruction to the counterpart applied on two professionals that work as contract inspectors in an electric power company. Data analysis consisted in comparing the reports from the instructions to the counterpart with the theoretical grounds surveyed and the prescriptions inherent to this activity. Results suggest that the contracts oversight activity is extremely prescriptive, and the contract inspector uses this trait as a mechanism to prevent the diseasing process. Moreover, the contract inspector needs a work collective to share responsibilities and duties. This sharing entails strategies to build health and protect against diseasing, and also allows the inspectors to dilute their workload to some extent.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4238
Appears in Collections:MSG - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert Sabrina Sossai Fernandes.pdf1.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.