Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4306
Title: O impacto da insuficiência cardíaca no cotidiano – percepção do paciente em acompanhamento ambulatorial
Authors: Oliveira, Thereza Cristina Terra de
metadata.dc.contributor.advisor: Correia, Dayse Mary da Silva
metadata.dc.contributor.members: Correia, Dayse Mary da Silva
Cavalcanti, Ana Carla Dantas
Souza, Deise Ferreira de
Alves, Enilda Moreira Carvalho
Issue Date: Jul-2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Oliveira, Thereza Cristina Terra de. O impacto da insuficiência cardíaca no cotidiano – percepção do paciente em acompanhamento ambulatorial. 2011. 76 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2011.
Abstract: A insuficiência cardíaca (IC) é a causa mais freqüente de internação por doença cardiovascular no Brasil. A limitação funcional trazida pela doença impõe ao seu portador comprometimento de aspectos sociais e psicológicos, acarretando perda na qualidade de vida. Trata – se de um estudo exploratório, descritivo e qualitativo com 15 pacientes portadores de IC em acompanhamento ambulatorial na Clínica de IC do Hospital Universitário Antônio Pedro, tendo como objetivos: analisar a percepção dos pacientes portadores de insuficiência cardíaca crônica acerca do seu estado de saúde; descrever os sentimentos expressados pelos pacientes após o diagnóstico da doença e identificar as alterações no modo de vida dos pacientes decorrentes da presença da insuficiência cardíaca crônica. Os dados foram coletados através de uma entrevista semi – estruturada e gravados em MP3, sendo posteriormente transcritos, categorizados e analisados segundo Bardin. Os resultados mostraram um predomínio do sexo feminino e da hipertensão arterial sistêmica como comorbidade. A maioria dos entrevistados possui ensino fundamental incompleto, são casados, aposentados, católicos e possuem filhos. Após análise de dados, destacamos como principais sentimentos referentes à doença: medo da morte, tristeza e preocupação. Acerca da repercussão atual da patologia, há relatos de conformismo associado à fé e a religiosidade, bem como segurança em virtude do acompanhamento por profissionais de saúde. O ganho de peso foi a principal alteração física declarada pelos entrevistados. O aumento do gasto econômico, afastamento social, redução do ritmo das atividades, dependência, restrição alimentar, sono inadequado e comprometimento da atividade sexual foram as alterações do estilo de vida mais citadas pelos pacientes. Ao final do estudo é possível constatar o forte impacto da insuficiência cardíaca crônica nas diferentes esferas da vida dos pacientes. O comprometimento emocional, social e econômico fica evidente nos depoimentos dos pacientes, que demonstraram no decorrer das entrevistas certa insatisfação com as modificações que se fizeram necessárias em virtude do processo de adoecimento. Conhecer as percepções dos pacientes portadores de insuficiência cardíaca crônica e todos os aspectos subjetivos que envolvem a doença, principalmente quando se trata de cronicidade, é fundamental para que a assistência de enfermagem seja realizada de forma completa e eficaz, contribuindo efetivamente para o bem-estar do cliente.
metadata.dc.description.abstractother: The heart failure (HF) is the most frequent cause of hospitalization for cardiovascular disease in Brazil. The functional limitation imposed by disease brought to its bearer commitment to social and psychological aspects, leading to loss in quality of life. It - is a exploratory, descriptive, and qualitative study, with 15 heart failure´s patients in an outpatient HF clinic of the University Hospital Antônio Pedro setting with the following objectives: to analyze the perception of patients with chronic heart failure about their health status, to describe the feelings expressed by patients after the diagnosis of disease, identifying the changes in the way of life of patients due to the presence of chronic heart failure. Data were collected through a semi - structured interview and recorded in MP3 and subsequently transcribed, categorized and analyzed according to Bardin. The results showed a predominance of females and comorbid hypertension. Most respondents have incomplete primary education, are married, retired, catholics and have children. After data analysis, we highlight the main feelings about the disease: fear of death, sorrow and worry. About the current impact of the disease, there are reports of conformity associated with faith and religion as well as security under monitoring by health professionals. Weight gain was the main physical changes reported by the respondents. Increased spending, social withdrawal, reduction in the pace of activities, dependence, food restriction, inadequate sleep and impairment of sexual activity were the changes of lifestyle most commonly cited by patients. At the end of the study it can be seen the strong impact of chronic heart failure in different spheres of life of patients. The emotional commitment, social and economic development is evident in the speeches of the participants, who demonstrated during the interviews some dissatisfaction with the changes that were necessary due to the disease process. Knowing the perceptions of patients with chronic heart failure and all aspects that involve subjective disease, especially when it comes to chronicity, is fundamental to nursing care is carried out thoroughly and efficiently, effectively contributing to the well - being of the client.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4306
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Thereza Cristina Terra de Oliveira.pdf350.41 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons