Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4372
Title: Controles “sinérgicos” sobre pressão parcial do CO2 na Baía do Almirantado, Península Antártica Norte, durante a primavera de 2013
Authors: Santos, Ludmila Caetano dos
metadata.dc.contributor.advisor: Ribeiro, Humberto Marotta
metadata.dc.contributor.advisorco: Pollery, Ricardo Gonçalves
metadata.dc.contributor.members: Cunha, Letícia Cotrim da
Souza, Ronald Buss de
Abril, Gwenael Yves
Issue Date: 31-Aug-2017
Abstract: O Oceano Atlântico Sul é um importante contribuinte para a captura de carbono atmosférico. Contudo, diversos estudos sugerem uma tendência decrescente no sumidouro de CO2 do oceano do sul. Nos últimos anos a dinâmica do CO2 nas regiões costeiras e nas plataformas continentais tem recebido maior atenção devido às variações espaciais e temporais em águas superficiais com grandes gradientes de CO2 ar-mar. Nesse sentido ressalta-se a importância de quantificar as concentrações e caracterizar os múltiplos processos reguladores do CO2 em regiões costeiras e de plataforma. Na redação da presente dissertação o capítulo 1 discute a variabilidade da pressão parcial do CO2 (pCO2), avaliada através de medições contínuas realizadas em áreas costeiras da Antártica Marítima (Baía do Almirantado e Estreito de Bransfield) em conjunto com dados geofísicos com intuito de investigar os efeitos sinérgicos entre águas de degelo, temperatura e a pCO2. O estudo foi conduzido em novembro de 2013 com monitoramento contínuo da pCO2, temperatura e salinidade. Além de dados de batimetria adquirida durante todo o cruzeiro. A região da Baía do Almirantado apresentou uma intensa variabilidade espacial da pCO2. Áreas rasas com influência das águas de degelo se mostraram fonte de CO2 com um fluxo médio de (1,49 mmol m-2 d-1), assim como águas mais profundas com fluxo médio de (0,72 mmol m-2 d-1). Áreas rasas e sem influência de águas de degelo se mostrou um sumidouro de C com um fluxo médio de (- 0,7 mmol m-2 d-1).
metadata.dc.description.abstractother: The South Atlantic Ocean is an important contributor to atmospheric carbon capture. However, several studies suggest a downward trend in the Southern Ocean CO2 sink. In recent years, the dynamics of CO2 in coastal regions and continental shelves have received more attention due to spatial and temporal variations in surface waters with large gradients of air-sea CO2. In this sense, it is important to quantify the concentrations and characterize the multiple regulatory processes of CO2 in coastal and platform regions. In the writing of this dissertation, chapter 1 discusses the variability of the CO2 partial pressure (pCO2), evaluated by continuous measurements in coastal areas of the Admiralty Bay and Bransfield Strait, together with geophysical data in order to investigate The synergistic effects between meltwater, temperature and pCO2. The study was conducted in November 2013 with continuous monitoring of pCO2, temperature and salinity. In addition to bathymetry data acquired throughout the cruise. The Bay of Admiralty region presented an intense spatial variability of pCO2. Shallow areas with influence of the melting waters showed a source of CO2 with an average flow of (1.49 mmol m-2 d-1), as well as deeper waters with a mean flow of (0.72 mmol m-2 d-1). Shallow areas and without influence of melting waters showed a sink of C with an average flow of (- 0.7 mmol m-2 d-1)
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4372
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss_BGQ_FINAL1.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.