Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4409
Title: Entre mitos e verdades: a representação da masculinidade dos acadêmicos da Universidade Federal Fluminense com suas implicações para o campo da saúde
Authors: Glutter, Felipe dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor: Mota, Cristina Portela da
metadata.dc.contributor.members: Mota, Cristina Portela da
Oliveira, Luiz Sérgio da Cruz
Chriszostimo, Miriam Marinho
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Glutter, Felipe dos Santos. Entre mitos e verdades: a representação da masculinidade dos acadêmicos da Universidade Federal Fluminense com suas implicações para o campo da saúde. 2011. 73 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2011.
Abstract: A masculinidade se apresenta de diferentes formas dentro da conjuntura social e cultural de uma sociedade. Tendo o homem como um “ser social”, não se pode negar que apesar de uma liberdade consentida historicamente, ainda, existem determinados padrões sociais a serem adotados. Um dos principais reflexos dos padrões tradicionais de masculinidade no comportamento dos homens ocorre no campo da saúde, onde estudos sobre o tema apontam que, em geral, os homens não adotam medidas de proteção contra as doenças, nem buscam ajuda quando ficam doentes. O presente estudo tem o objetivo analisar as implicações da representação da masculinidade dos acadêmicos da Universidade Federal Fluminense para o campo da saúde. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, de natureza qualitativa. Os sujeitos da pesquisa foram 15 acadêmicos do sexo masculino, de diferentes Cursos de Graduação da Universidade Federal Fluminense. Para coleta de dados utilizou-se o questionário de dados sócio-demográficos e um instrumento de entrevista semi-estruturada. A partir dos dados coletados foram formuladas duas categorias: 1) Ser e tornar-se homem na sociedade brasileira: Aprendendo masculinidades com acadêmicos da Universidade Federal Fluminense; 2) Homens no contexto do cuidado: Desafios para o campo da saúde. Os depoimentos mostraram a importância de conhecer a representação que cada indivíduo possui acerca de sua masculinidade, para que melhor se compreenda o homem e suas expectativas. A saúde aparece como algo às vezes subestimado, sendo lembrada apenas em momentos de dor ou necessidade corpórea evidente, o que retoma a necessidade que há de se promover saúde e bem-estar, quebrando tabus e estigmas socialmente construídos, tendo como aliada nesse processo toda a equipe de saúde, em especial, o enfermeiro com seu papel de cuidador, orientador e educador.
metadata.dc.description.abstractother: Masculinity comes in different forms within the social and cultural situation of a society. Taking people as a "social being", one can not deny that although historically a freedom conceded, though, there are certain social standards to be adopted. One of the main reflections of the traditional patterns of masculinity in men's behavior occurs in the health field, where studies on the subject indicate that, in general, men do not take protective measures against the disease or seek help when they get sick. This study aims to analyze the implications of the representation of masculinity, Fluminense Federal University academic to the field of health. It is a descriptive, exploratory study, qualitative in nature. The subjects were 15 male students from different undergraduate courses, Fluminense Federal University. For data collection we used the questionnaire on socio-demographic data and a tool for semi-structured interview. From the data collected were formulated two categories: 1) Being and becoming a man in Brazilian society: Learning masculinities with academics at the University Federal Fluminense 2) Men in the context of care: Challenges for the health field. The interviews showed the importance of knowing the representation that each individual has about their masculinity, to better understand if the man and his expectations. Health appears as something understated, and remembered only in times of pain or obvious bodily need, which takes up what is the need to promote health and well-being, breaking taboos and stigmas socially constructed, and as an ally in this process the whole team health, in particular, the nurse with her role as caregiver, mentor and educator.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4409
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Felipe dos Santos Glutter.pdf470.64 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons