Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4457
Title: A concepção de sofrimento para o enfermeiro no cuidado a criança com câncer e os sentimentos envolvidos na relação
Authors: Silva, Bruno Max de Lima
metadata.dc.contributor.advisor: Santos, Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos
metadata.dc.contributor.members: Santos, Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos
Aguiar, Rosane
Marins, Daniele
Issue Date: 2010
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Silva, Bruno Max de Lima. A Concepção de Sofrimento para o Enfermeiro no Cuidado a Criança com Câncer e os Sentimentos envolvidos na relação. 2010. 82 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2010.
Abstract: O câncer na infância é atualmente considerado um problema de saúde pública, com repercussões biopsicossociais diversificadas. A enfermagem tem um importante papel no processo que envolve o câncer e a criança, principalmente no vinculo que se estabelece pelo cuidado diário a criança enferma. Através dessa relação humana a enfermagem fica exposta ao sofrimento da criança tornando-se um alvo das repercussões que o câncer infantil pode gerar e com necessidades de amparo também. Frente a essas necessidades este estudo tem por objetivo: identificar na literatura científica artigos que abordam a concepção da enfermagem no cuidado a criança com câncer e o sofrimento gerado nesse processo; descrever a relação do cuidado de enfermagem e câncer infantil sob a ótica da produção científica e analisar na produção científica o sofrimento da enfermagem no cuidado a criança com câncer. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica do tipo descritiva e exploratória com abordagem qualitativa realizada na base de dados da Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando como descritores associados: Enfermagem Oncologica; Enfermagem Pediátrica; Enfermagem Pediátrica Oncologia; Câncer Infantil; Relação Enfermeiro e Paciente; Enfermagem; Sofrimento da Enfermagem. Na busca inicial foram encontradas 60 referências, das quais foram selecionados 35 artigos para pré-análise. Posteriormente considerando os critérios de inclusão e exclusão da pesquisa, 12 artigos foram selecionados para análise segundo a técnica de análise temática de Bardin. Em seguida, após leitura sistemática dos textos selecionados, os temas em comum foram agrupados em 03 categorias: vivencias do cuidar e do sofrer na enfermagem pediátrica oncologica; percepções e sentimentos da enfermagem pediátrica oncologica; concepções adaptativas para suportar ou administrar o stress e sofrimento. A pesquisa proporcionou perceber que a temática o sofrimento da enfermagem no cuidado a criança com câncer é pouco abordada na literatura científica, mas que o número de publicações vem crescendo no decorrer dos anos, mostrando a relevância da temática hoje em dia. Os resultados apontam que a relação da criança com câncer infantil e o cuidado de enfermagem estabelece um vinculo afetivo forte e desgastante, despertando sentimentos de pesar, tristeza, culpa, raiva, e até depressão pelo estado da criança. O tratamento requer internações prolongadas gerando aproximação com a criança e também com família, exigindo da enfermagem um esforço maior para questões físicas e psicossociais. Assim, podemos concluir que as questões de sofrimento no cuidado de enfermagem relacionam-se com o processo de hospitalização da criança com câncer e os estigmas sobre a mesma sendo necessário que os profissionais da área da saúde compreendam a realidade que cerca esse evento e atuem em conjunto promovendo uma assistência integral e interdisciplinar e com uma atenção especial para o cuidar de si próprio, proporcionando um melhor cuidado ao outro.
metadata.dc.description.abstractother: The childhood cancer is currently considered a public health problem, with repercussions diverse biopsychosocial. Nursing has an important role in the process that involves cancer and the child, especially in the bond that is established by daily care to the sick child. Through this relationship, the nursing is exposed to the suffering of the child and becomes a target of the impact that the childhood cancer can generate and needs support as well. Given these requirements this study aims to identify articles in the scientific literature addressing the situation of the nursing with the care of children with cancer; describe the relationship of nursing care and childhood cancer from the perspective of scientific and analyze the the suffering of nursing care to children with cancer in the cientific production. It is a systematic literature review with a descriptive and exploratory and qualitative study in the database of the Virtual Health Library, using as descriptors: oncology nursing, Pediatric Nursing, Nursing Pediatric Oncology, Children's Câncer, Nursing and Value Patient, Nursing; Suffering of Nursing. In the initial search were found 60 references, of which 35 papers were selected for pre-analysis. Subsequently considering the criteria for inclusion and exclusion from research, 12 papers were selected for analysis according to thematic analysis of Bardin. Then, after a systematic reading of texts, the common themes were grouped into 03 categories: life experience of caring and suffering in the pediatric oncologic nursing, perceptions and feelings of the oncological pediatric nursing, adaptive designs to support or manage stress and suffering. The research provided notice that the suffering of the nursing to children with cancer is rarely addressed in scientific literature, but the number of publications has grown over the years, showing the relevance of this topic today. The results indicate that the child's relationship with childhood cancer and nursing care provides a strong emotional bond and stressful, arousing feelings of regret, sadness, guilt, anger even depression, by the the child's condition. Treatment requires prolonged hospitalization and can generating approximation wiht to child and also with family, requiring nursing a larger effort to physical and psychosocial issues. Thus we conclude that the issues of suffering in nursing care are related to the process of hospitalization of children with cancer and the stigma about this so It is necessary that health professionals understand the reality that surrounds this event and act in assembly providing an interdisciplinary care and comprehensive care and with special attention to care for themselves, providing a better care of the other.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4457
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Bruno Max de Lima Silva.pdf589.07 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons