Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4624
Title: Ver para cuidar: o modelo explicativo popular e o do profissional de saúde das mensagens de cartazes utilizados nas campanhas de prevenção do tabagismo na gravidez
Authors: Pereira, Bianca Cristina da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Mota, Cristina Portela da
metadata.dc.contributor.members: Mota, Cristina Portela da
Pires, Armando Cypriano
Silva, Liliane Faria da
Issue Date: 2012
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Pereira, Bianca Cristina da Silva. Ver para cuidar: o modelo explicativo popular e o do profissional de saúde das mensagens de cartazes utilizados nas campanhas de prevenção do tabagismo na gravidez. 2012. 62 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2012.
Abstract: Considerando o intercâmbio que ocorre entre comunicação e saúde, no âmbito das políticas públicas de saúde, este estudo aborda as mensagens propagadas de três cartazes das campanhas de prevenção do tabagismo na gravidez do Ministério da Saúde. O objetivo da pesquisa foi: analisar a implicação do modelo explicativo popular e o do profissional de saúde acerca das mensagens propagadas de três cartazes das campanhas de prevenção do tabagismo na gravidez do Ministério da Saúde no cuidar à saúde materno-infantil. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, de natureza qualitativa. Os sujeitos foram seis profissionais de saúde que atuam diretamente no atendimento ao ciclo gravídico-puerperal e seis gestantes acima de 18 anos de idade e do 10, 20 e 30 trimestre de gestação. O cenário foi o Hospital Maternidade Alexander Fleming. Para cada um dos grupos dos informantes, foram aplicadas três questões condutoras durante a entrevista individual. Como resultados, obtiveram-se os modelos explicativos popular e profissional divergentes no tocante à compreensão da arte gráfica do primeiro cartaz para agir em função da prevenção do tabagismo na gestação. Concluiu-se que a relação saúde/comunicação é fundamental na política de promoção da saúde, na qual a comunicação é uma interação entre os sujeitos iguais e que o campo de sua prática se dão no nível das relações sociais.
metadata.dc.description.abstractother: Considering the exchange that occurs between communication and health in the context of public health policies this study addresses the messages propagated three posters of campaigns to prevent smoking in pregnancy the Ministry of Health The aim of the research was: to analyze the implication of explanatory model of the popular and health professional about the messages propagated three posters of campaigns to prevent smoking in pregnancy from the Ministry of health care in the maternal and child health. This is a descriptive exploratory study qualitative in nature. The subjects were six health professionals who work directly in the care of pregnancy and childbirth and six women above 18 years of age and 10, 20 and 30 trimesters. The setting was the Maternity Hospital Alexander Fleming. For each group of informants were applied three conducting questions during the interview. As a result, we obtained the popular and professional explanatory models differ regarding the understanding of graphic art poster for the first act on the prevention of smoking in pregnancy. It was concluded that the relationship between health-communication is essential in health promotion policy, in which communication is an interaction among individuals equal and that the field of their practice to give the level of social relations.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4624
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Bianca Cristina da Silva Pereira.pdf900.67 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons