Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4679
Title: Reestruturação produtiva e Capitalismo flexível: os rebatimentos na Atuação profissional no centro Municipal de reabilitação Laércio Lúcio de Carvalho de Rio das Ostras
Authors: Oliveira, Rebeca Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Tavares, João Claudino
metadata.dc.contributor.members: Assunção, Vânia Noeli Ferreira de
Oliveira, Sandra Caldera de
Issue Date: 2016
Abstract: Neste trabalho de conclusão de curso analisam-se as transformações no mundo do trabalho em nível global e nacional a partir da década de 1970, dentro da conjuntura de uma reestruturação produtiva, com prelúdio na crise do modelo de produção fordista/taylorista até a implementação do modelo de produção toyotista, o que acarretou em um novo padrão de acumulação, denominado de acumulação flexível. Houve diversas e intensas modificações na produção e também na estruturação da classe trabalhadora após esta reestruturação produtiva. Os trabalhadores passaram por um processo de fragmentação da classe e muitas vezes pela subproletarização. A reestruturação produtiva tem como principal consequência as transformações organizacionais e inclusões tecnológicas na produção, o que ocasiona maior flexibilidade e agilidade no processo produtivo. No entanto, simultaneamente a estas inovações, borbulham diversas estruturas empregatícias flexíveis – contratação precária, temporária, subcontratação e terceirização – que diminuem, e até mesmo excluem, alguns direitos trabalhistas já conquistados anteriormente, precarizando a situação dos trabalhadores. Desta forma, este estudo trará como base metodológica uma reunião bibliográfica acerca do tema trabalho e isto será justificado com a apresentação dos resultados de uma pesquisa feita no Centro Municipal de Reabilitação Laércio Lúcio de Carvalho, situado na cidade de Rio das Ostras, no estado do Rio de Janeiro.
metadata.dc.description.abstractother: In this course conclusion work we analyze the changes in the world of work in national and global levels from the 1970s, within the context of a productive restruturation, with a prelude in the crisis of the Ford/Taylor production model to the implementation of Toyota production model, which resulted in a new pattern of accumulation, called flexible accumulation. There have been several and intense changes in production and also in the structure of the operators class after this restructuring process. Workers passed a class fragmentation process and often by underproletarization. The productive restruturation is main result of the organization changes and technological additions in the production, which leads to greater flexibility and agility in the production process. However, while these innovations, bubble several flexible employment structures - precarious employment, temporary, subcontracting and outsourcing - that diminish, and even exclude some labor rights already conquered earlier, put in risk the situation of workers. Thus, this study will bring as methodological basis a literature meeting on the subject work and this is justified by the presentation of the results of a survey in the Municipal Center for Rehabilitation Laércio Lúcio de Carvalho, located in Rio das Ostras, in Rio de Janeiro State.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4679
Appears in Collections:RGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Rebeca Oliveira.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.