Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4685
Title: Práticas educativas de DST/AIDS desenvolvidas pelos profissionais com usuários da rede de saúde mental do município de Niterói-RJ
Authors: Bridi, Laís Zuchetto
metadata.dc.contributor.advisor: Souza, Ândrea Cardoso de
metadata.dc.contributor.members: Souza, Ândrea Cardoso de
Marques, Dalvani
Daher, Donizete Vago
Issue Date: 2012
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Bridi, Laís Zuchetto. Práticas educativas de DST/AIDS desenvolvidas pelos profissionais com usuários da rede de saúde mental do município de Niterói-RJ. 2012. 63 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2012.
Abstract: Introdução: O preconceito e o descaso para com os usuários dos serviços de saúde mental se constituíram por muito tempo em um agravante no tratamento e no processo de reintegração desses pacientes a sociedade, essa exclusão se torna ainda maior quando envolvem questões relacionadas com DST/AIDS. Sendo assim é imprescindível a realização de práticas educativas desenvolvidas por profissionais capacitados a lidar com assuntos que envolvam DST/AIDS junto com os pacientes já que estes encontram-se muitas vezes vulneráveis e sem o apoio adequado dos profissionais que os acompanham, dificultando ainda mais a criação de laços de confiança e troca entre o paciente e a equipe. Objetivo: Identificar o processo de educação em saúde relacionado com as questões de HIV/AIDS nos serviços públicos de saúde mental do município de Niterói-RJ. Método: Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa de caráter exploratório, realizada através de entrevista semi estruturada com 8 profissionais que atuam na rede de saúde mental de Niterói (CAPS e Hospital Psiquiátrico de Jurujuba) e que trabalham com as questões que envolvem DST/AIDS. Resultados: Percebe-se que os profissionais de saúde mental entendem a necessidade de trabalhar a temática de prevenção de DST/AIDS com os pacientes psiquiátricos mesmo com as dificuldades encontradas em função dos diversos quadros psicológicos e o quanto é importante que os profissionais estejam capacitados para desempenharem este papel. Não só os profissionais que trabalham com saúde mental, mas também os profissionais da rede de saúde pública, para poderem juntos desenvolver um cuidado mais humanizado. As atividades realizadas pelos profissionais foram: conversas, oficinas terapêuticas, palestras e orientações. Conclusão: É necessário que os profissionais não apenas os que trabalham com saúde mental estejam familiarizados com as questões de promoção e prevenção de DST/AIDS, visto que se trata de um assunto de extrema importância. Para isso o paciente psiquiátrico deve ser atendido como um todo, não apenas em relação a sua saúde psíquica. É imprescindível que todos os profissionais estejam empenhados em praticar um atendimento humanizado e qualificado a essa clientela utilizando-se de formas educativas de acordo com as necessidades de cada paciente.
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: The prejudice and disregard for the users of mental health services for long period constituted an aggravating factor in the treatment and the process of reintegration to society of these patients, this exclusion becomes even greater when they involve issues related to STD / SIDA. Therefore it is essential to carry out educational practices developed by professionals trained to deal with matters involving STD / SIDA along with patients, because they are often vulnerable. Objective: It’s important to know what practices, prevention / education on STD / SIDA are developed by health professionals with mental illness on health network in Niterói, RJ. Method: This is a qualitative exploratory research, performed through semi-structured interviews with eight professionals working in mental health network in Niterói (CAPS and Jurujuba Psychiatric Hospital) and working with issues that involve STD / SIDA. Results: It is clear that mental health professionals understand the need to work the theme of prevention of STD / SIDA patients and how is important that professionals are trained to perform this paper. Not only the professionals who work with mental health, but also professionals in the public health system, in order to together develop a more humane care. The activities performed by health professionals were: conversations, therapeutic workshops, lectures and guidance. Conclusion: It is necessary that not only the professionals who work with mental health are familiar with the issues of promotion and prevention of STD / SIDA. It’s a matter of great importance, for those psychiatric patients should be treated as a whole, not just in relation to their mental health. It is essential that all professionals be committed to practicing a more humane and dignified care for these patients using forms in accordance with the educational needs of each patient.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4685
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Laís Zuchetto Bridi.pdf357.41 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons