Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4695
Title: Uso da filosofia e história da ciência no ensino das 1ª e 2ª leis de OHM
Authors: Santos, Fabiano Quintino dos
metadata.dc.contributor.advisor: Gonçalves, Neide
metadata.dc.contributor.members: Vieira, Antonio Augusto Passos
Costa, Fábio Antonio da
Silva, Ladário da
Issue Date: 27-Sep-2017
Abstract: Com o objetivo de criar um ambiente que propicie uma discussão filosófica incipiente dos conceitos físicos que são apresentados aos aprendizes da Educação Básica, abordaremos algumas correntes filosóficas que estão presentes nesses conceitos de uma forma geral, e em particular, no desenvolvimento das Leis de Ohm da eletricidade. Nosso trabalho baseia-se em uma discussão sobre a construção e o constante refinamento, ao longo dos anos, de duas formas de fazer ciência, isto é, a vertente do Empirismo, que tem como representante inicial, o Filósofo grego Aristóteles e em oposição ideológica aos ensinamentos do também Filósofo grego Platão que defendia o Racionalismo. Pretendemos, portanto, estabelecer um diálogo diante dessas duas formas de interpretar a natureza e reforçar para os alunos que, ao longo do tempo, esse diálogo entre diversas interpretações científicas não cessa, e o que existe é um contínuo refinamento das propostas de se explicar o mundo ao longo da História da humanidade. Destacaremos a proposta de Immanuel Kant que apresenta para o mundo uma visão singular de como fazer ciência, e sugere através de suas obras, entre outras coisas, a fusão entre o Racionalismo continental (René Descartes) e o Empirismo Britânico (Francis Bacon). Na sequência, pretendemos construir um entendimento mais amplo sobre a obra do Físico Alemão George Simon Ohm, que se notabilizou através das leis que recebem seu nome e são de grande importância dentro do ensino de física.
metadata.dc.description.abstractother: In order to create an environment that fosters an incipient philosophical discussion of the physical concepts that are presented to learners of Basic Education will discuss some philosophical currents that are present these concepts in general, and particularly in the development of Ohm's electricity Laws . Our work is based on a discussion of the construction and the constant refinement over the years, of two ways of doing science, that is, the side of empiricism, whose initial representative, the Greek philosopher Aristotle and ideological opposition the teachings of the Greek philosopher Plato also argued that Rationalism. We intend, therefore, to establish a dialogue on these two ways of interpreting the nature and reinforce for students who, over time, this dialogue between different scientific interpretations does not cease, and that there is a continuous refinement of proposals to explain world throughout human history. We highlight the proposal of Immanuel Kant presenting to the world a unique view of how to do science, and suggests through his works, among other things, the merger between Continental Rationalism (René Descartes) and the British Empiricism (Francis Bacon). Further, we plan to build a broader understanding of the work of the German physicist Georg Ohm, who distinguished himself through laws that are named and are of great importance in the physics teaching.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4695
Appears in Collections:MNPEF - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO FABIANO.pdfFabiano Quintino dos Santos2 MBAdobe PDFView/Open
produto MNPEF - Fabiano - professor.pdfFabiano Quintino Produto840.99 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons