Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4741
Title: Análise comparativa da acuidade visual em pacientes com oclusão de ramo de veia central da retina antes e após tratamento combinado de bevacizumabe intravítreo com fotocoagulação a laser
Authors: Gomes, Renato Vieira
metadata.dc.contributor.advisor: Vianna, Raul Nunes Galvarro
metadata.dc.contributor.members: Ventura, Marcelo Palis
Pereira, Maurício
Biccas Neto, Laurentino
Issue Date: 2012
Abstract: Objetivo: Comparar a acuidade visual em pacientes com oclusão de ramo de veia central da retina (ORVCR), antes e após tratamento combinado de injeção intravítrea de bevacizumabe com fotocoagulação a laser. Método: Uma análise retrospectiva de pacientes com ORVCR que foram tratados com injeção intravítrea de bevacizumabe (1,25mg/0,05ml) seguida de fotocoagulação a laser na área afetada. Os pacientes passaram por avaliação oftalmológica completa, incluindo medida da acuidade visual (AV) com tabela de Snellen no momento do diagnóstico e nas visitas de acompanhamento. Foram excluídos prontuários incompletos ou com erros de preenchimentos e prontuários de pacientes com outras alterações oculares que pudessem interferir nas medidas da acuidade visual. Resultados: Foram analisados 26 prontuários (11 homens e 15 mulheres) de pacientes com diagnóstico de ORCVR no Serviço de Oftalmologia da Santa Casa de Vitória durante todo o ano de 2010. Todos os pacientes foram acompanhados por 6 meses. O tempo médio de baixa da acuidade visual antes do diagnóstico foi de 21,2 dias (1-140 dias). Com acuidade visual inicial média de 0.74 LogMAR (p<0.001) e com melhora média após 6 meses do início do tratamento para 0.32 LogMAR (p<0.001), representando assim um ganho médio de 0.42 LogMAR (p<0.001) ou 19.4 letras de ETDSR (p<0.001). Foram utilizados testes não paramétricos a fim de permitir mais generalização aos resultados evitando a premissa de normalidade. O teste de Wilcoxon foi utilizado para verificar a variação da acuidade visual inicial e final. Não foram observadas complicações oculares ou sistêmicas durante o acompanhamento. Conclusão: Houve melhora da acuidade visual comparando pré o pós tratamento combinado de injeção intravítrea de bevacizumabe com fotocoagulação a laser. A estabilidade do ganho obtido no tratamento combinado com a ausência de complicações demonstra o potencial do uso combinado de injeção intravítrea de bevacizumabe com fotocoagulação a laser no tratamento de ORVCR
metadata.dc.description.abstractother: Purpose: Compare the visual acuity (VA) in patients with branch retinal vein occlusion (BRVO), before and after been treated with a combination of intravitreal injection of bevacizumab followed by laser photocoagulation. Method: A retrospective analyses of patients with BRVO that underwent a treatment of intravitreal injection of bevacizumab (1,25mg/ 0,05ml) followed by laser photocoagulation on the affected area. Patients went through complete eye examination, including visual acuity measure with Snellen chart on the diagnostic visit and on the follow-ups. Uncompleted and miswritten charts ware excluded as well as charts of patients with others ocular affections that could interfere in visual acuity measure Results: 26 charts (11 male and 15 female) of patients with BRVO from the Ophthalmological Department of Santa Casa de Misericórdia Hospital during 2010 were analyzed. All patients underwent a 6 months follow-up. The average VA loss before diagnostics was 21.2 days (1-140). The average VA was 0.74 LogMAR (p<0,001) with improvement after 6 month of treatment to 0.32 LogMAR (p<0,001), representing a average gain of 0.42 LogMAR (p<0,001) or 19.4 ETDRS letters (p<0,001). Non parametric tests ware used to allow more generalization of the results avoiding normality assumption. The Wilcoxon was applied to verify de VA variation during de study. No eye or systemic complications ware observed during the study. Conclusions: Visual acuity gain occur comparing before and after treatment with bevacizumab intravitreal injection followed by laser photocoagulation. The stability of the gain combined with a absences of complications demonstrate de potential of combined intravitreal bevacizumab and laser photocoagulation in patients with BRVO
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4741
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇAO RENATO GOMES.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons