Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4809
Title: Memória e construção identitária entre refugiados sírios no Brasil
Authors: Lago, Igor Paes Leme Lellis do
metadata.dc.contributor.advisor: Chagas, Gisele Fonseca
metadata.dc.contributor.members: Souza, Mirian Alves de
Hamid, Sônia Cristina
Issue Date: 2017
Abstract: Este artigo tem como objetivo a apresentação dos resultados iniciais de minha pesquisa de campo em meio aos refugiados sírios no Brasil. Desta forma, ressalto neste texto minhas primeiras reflexões acerca do estágio inicial de meu trabalho que tem como pretensão estudar o movimento de refugiados sírios direcionado para o Brasil e, em justaposição, compreender em que medida o conflito delineado na Síria se reverbera nos corações e mentes de suas vítimas no local de refúgio a partir de uma construção de uma memória da guerra. Este exercício busca compreender a formação de suas identidades políticas em relação ao conflito em seu país de origem, a partir de uma metodologia específica que leve em consideração a apreensão das memórias de guerra. A partir das leituras e de algumas conversas com meus interlocutores sírios, passo a compreender a revolta síria sob um ponto de vista mais complexo da situação político-social do país, tentando me afastar ao máximo das análises que simplificam o tema no Ocidente como um todo, evitando enquadrar o conflito sírio dentro de uma única perspectiva, muita das vezes, etnocêntrica da situação, como exemplo, a representação da primavera síria como grupos que se opõem meramente segundo o confessionalismo religioso.
metadata.dc.description.abstractother: This article aims to present the initial results of my field research among the Syrian refugees in Brazil. Thus, I highlight in this text my first reflections about the initial stage of my work that pretends to study the movement of Syrian refugees directed to Brazil and, in juxtaposition, to understand to what extent the conflict outlined in Syria reverberates in the hearts and minds of victims in the place of refuge from a construction of a memory of the war. This exercise seeks to understand the formation of their political identities in relation to the conflict in their country of origin, based on a specific methodology that takes into account the apprehension of the memories of war. From the readings and some conversations with my Syrian interlocutors, I come to understand the Syrian revolt from a more complex point of view of the country's political and social situation, trying to get away from the analyzes that simplify the theme in the West as a whole, avoiding to frame the Syrian conflict within a single, often ethnocentric perspective of the situation, as an example, the representation of the Syrian Spring as groups that are merely opposed by religious confessionalism.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4809
Appears in Collections:GGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
igor paes.pdf510.22 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.