Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4893
Title: Prevalência de alto risco para SAOS e a associação com fatores de risco em uma população cadastrada no Programa Médico da Família de Niterói/RJ
Authors: Silva, Kenia Vieira da
metadata.dc.contributor.advisor: Rosa, Maria Luiza Garcia
metadata.dc.contributor.members: Jorge, Antonio José Lagoeiro
Valente, Joaquim
Baltar, Valéria Troncoso
Rosa, Maria Luiza Garcia
Issue Date: 2015
Abstract: Introdução: A síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) é uma doença crônica, progressiva, com alta morbimortalidade. Encontra-se subdiagnosticada, principalmente entre mulheres. Objetivo: Estudar a prevalência de alto risco para SAOS globalmente e para as categorias do Questionário de Berlim (QB), e sua associação a fatores de risco. Métodos: Estudo observacional, transversal de indivíduos cadastrados no Programa Médico de Família de Niterói, selecionados aleatoriamente, com idade entre 45 e 99 anos com coleta entre agosto/2011 a dezembro/2012. Variáveis associadas com cada uma das categorias e com o alto risco para SAOS (global) foram incluídas em modelos de regressão logística com valor p<0,05. Resultados: Do total (616), 403 (65,4%) disseram roncar. A prevalência de alto risco para SAOS foi de 42,4%, 49,7% para categoria1, 10,2% para categoria2 e 77,6% para categoria3. Conclusão: O QB apresentou uma confiabilidade aceitável quando retiradas as perguntas alguém notou que você para de respirar quando está dormindo e cochilar/dormir ao volante, o que deve ser testado em estudos com populações com maioria de mulheres e de baixa escolaridade. Dado o peso das doenças e riscos associadas a SAOS, seria importante haver futuras investigações para validar novos instrumentos ou aperfeiçoar o QB para melhor rastreamento da SAOS
metadata.dc.description.abstractother: Introduction: The obstructive sleep apnea (OSA) is a chronic, progressive disease with high mortality. It is underdiagnosed, especially among women. Objective: To study the prevalence of high risk for OSA globally and the Berlin Questionnaire categories (QB), and its association with risk factors. Methods: Observational, cross-sectional study with individuals from Niterói Family Medical Program, randomly selected, aged between 45 and 99 years with visits between August / 2011 to December / 2012. Variables associated with each category and with the high risk for OSA (global) were included in logistic regression models with p <0.05. Results: Of the total (616), 403 (65.4%) said to snore. The prevalence of high risk for OSA was 42.4%, 49.7% for category1, 10.2% for category2 and 77.6% for Category3. Conclusion: The QB showed an acceptable reliability when the questions anyone noticed that you stop breathing when sleeping and nap / sleep behind the wheel were dropped, which should be tested in studies of populations with most women and low education. Given the burden of disease and risks associated with OSA, it would be important to future research to validate new tools or improve the QB to better screening for OSA
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4893
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO KENIA VIEIRA DA SILVA.pdf4.01 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons