Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4961
Title: Os sentidos do controle social e da participação popular no movimento sanitário brasileiro: revisitando os editoriais da Revista Saúde em Debate de 1976-1992
Authors: Corrêa, Pedro Andrade Sá
metadata.dc.contributor.advisor: Alves, Marcia Guimarães de Mello
metadata.dc.contributor.advisorco: Machado, Mônica Tereza Christa
metadata.dc.contributor.members: Alves, Márcia Guimarães de Mello
Machado, Mônica Tereza Christa
David, Helena Maria Scherlowski Leal
Silva Junior, Aluísio Gomes da
Issue Date: 2017
Abstract: Essa pesquisa pretende compreender os limites do conceito de Participação Popular e Controle Social no discurso do Movimento Sanitário Brasileiro, a partir da análise dos editoriais de uma de suas publicações mais emblemáticas: a Revista Saúde em Debate. A Revista é uma produção do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde, o CEBES, principal articulador do Movimento Sanitário que a partir da segunda metade da década de 1970 propõe uma reorganização do setor saúde no país. Partimos de um pressuposto inicial de que os debates sobre a Participação Popular dentro do MSB ao longo desse período foram fundamentais para a construção do modelo de participação do SUS regulamentado em 1990 pela lei 8142. Assim, laçaremos mão da Análise de Conteúdo, tal como proposta por Bardin, como método de análise de comunicação de massa que, ao articular componentes da pesquisa qualitativa e quantitativa, permite uma compreensão para além dos significados imediatos do corpus da pesquisa
metadata.dc.description.abstractother: This research intend to understand the limits of the Popular Participation and Social Control as concepts in the speech of the Brazilian Sanitary Movement (MSB) published in the editorials of the Saúde em Debate scientific magazine. The magazine is a Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBES) publication, a organization that filled leading role in the late 1970's Sanitary Movement. Our initial assumption is the debates on Popular Participation within the MSB throughout the 1970`s and 1980`s were important for the construction of the SUS participation model regulated in 1990 by the law 8142. Thus, we will draw on Content Analysis, as proposed by Bardin, as a method of mass communication analysis that, by articulating components of qualitative and quantitative research, allows a comprehension beyond the immediate meanings of the research corpus
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/4961
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇAO PEDRO CORREA.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons