Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5004
Title: Segurança do paciente: análise da adequação da prescrição em um hospital de ensino em relação ao protocolo do Ministério da Saúde
Authors: Oliveira Junior, Maurício Lauro de
metadata.dc.contributor.advisor: Koifman, Lilian
metadata.dc.contributor.advisorco: Boaventura, Fabíola Giordani Gilson Teles
metadata.dc.contributor.members: Koifman, Lilian
Guaraldo, Lusiele
Claro, Lenita Barreto Lorena
Issue Date: 2017
Abstract: A primeira etapa da chegada do medicamento até o paciente se inicia através da elaboração da prescrição, sendo um dos pontos críticos e que influencia diretamente possíveis erros em etapas posteriores. No Brasil, através da portaria 529 de 2013 do Ministério da Saúde fica instituído o Programa Nacional de Segurança do Paciente que tem como objetivo estimular a cultura de segurança e para isso determina algumas ações e estratégias. Ainda em 2013 é lançado uma coleção de 6 protocolos de segurança, ente eles o de prescrição, uso e administração de medicamentos, que traz orientação para minimização do risco quanto ao processo de utilização do medicamento dentro de estabelecimentos de saúde. O presente estudo teve como objetivos analisar a adequação das prescrições em um hospital universitário frente ao protocolo, analisando para tal os diferentes setores e quantificando os tipos de prescrições existentes. Para tanto foi feito um estudo retrospectivo, onde foram analisadas 2006 prescrições, totalizando 20255 medicamentos onde a média foi de 10,10 ± (5,10) medicamentos por prescrição. Dessas, 100% (n=2006) tiveram algum tipo de erro, 47,6% (n=954) tiveram antibióticos prescritos e 87,5% (n=1755) de injetáveis prescritos. Dos medicamentos analisados 79,2% (n=16049) foram prescritos pelo nome genérico e 96,4% (n=19524) constavam na lista de padronização do hospital. Quanto ao tipo de prescrições 73,8% (n=1480) foram digitadas, 16,7% (n=336) foram manuscritas e 9,5% (n=190) foram mistas, sendo que 5,98% (n=120) foram consideradas ilegíveis (n=6), ou parcialmente ilegíveis (n=114) e desse total 94,2% (n=112) foi proveniente das prescrições manuscritas o que mostra uma associação entre a legibilidade e o tipo de prescrição. É importante ressaltar que a busca pela qualidade e segurança é um processo constante, devendo estar sempre em evolução na instituição, e diante do exposto, a identificação das inadequações, pode contribuir com o direcionamento das ações internas para minimizar os riscos aos pacientes, assim como servir como base para estudos futuros
metadata.dc.description.abstractother: The first stage of the arrival of the drug to the patient begins with the elaboration of the prescription, being one of the critical points and that directly influences possible errors in later stages. In Brazil, starting in 2013, the National Patient Safety Program (PNSP) is set up in order to stimulate the safety culture, and for this purpose it determines some actions and strategies. Also in 2013, a collection of 6 safety protocols, including prescription, use and administration of medicines, is launched, which provides guidance on risk minimization regarding the process of drug use within health facilities. The present study had as objectives to analyze the adequacy of the prescription of a university hospital regarding such protocol, analyzing the different sectors and quantifying the types of prescriptions available. For that, a retrospective study was carried out, where 2006 prescriptions were analyzed and a total of 20255 drugs were used, where the average was 10.10 ± (5.10) prescription medications. Of these, 100% (n = 2006) had some type of error, 47.56% (n = 954) had prescribed antibiotics and 87.49% (n = 1755) of prescribed injectables. Of the drugs analyzed, 79.23% (n = 16049) were prescribed by the generic name and 96.39% (n = 19524) were on the hospital standardization list. Regarding the type of prescriptions 73.8% (n = 1480) were entered 16.7% (n = 336) were handwritten and 9.5% (n = 190) were mixed, with 5.98% (n=120 were considered illegible (n = 6) or partially illegible (n = 114) and 94.2% (n = 112) came from handwritten prescriptions, which shows an association between readability and type of prescription. It is important to emphasize that the search for quality and safety is a constant process, and should always be evolving in the institution and before the exposed the identification of the inadequacies, can contribute with the direction of the internal actions to minimize the risks as well as to serve as basis for studies Futures
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5004
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇAO MAURICIO OLIVEIRA JUNIOR.pdf999.28 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons