Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5010
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSampaio, Adriano Vilela-
dc.contributor.authorFaria, Adriano-
dc.date.accessioned2017-10-26T19:19:44Z-
dc.date.available2017-10-26T19:19:44Z-
dc.date.issued2017-10-26-
dc.identifier.urihttps://app.uff.br/riuff/handle/1/5010-
dc.description.abstractA crise financeira que se originou do mercado imobiliário americano a partir do ano de 2007 trouxe através de um sistema econômico globalizado complicações e proporções que não eram vistos há tempos. O Brasil começou a sentir de fato, os primeiros efeitos da crise quando o banco de investimento Lehman Brothers quebra no ano de 2008, tornando-se uma crise de caráter sistêmica. Os primeiros efeitos sentidos internamente foram em relação à desvalorização cambial, elevação do risco Brasil, interrupções das correntes internacionais do comércio, quando traria no ano de 2009 uma recessão. O Banco Central do Brasil teve que contrabalancear os efeitos da crise e, além disso, o setor público atuou de forma anticíclica na economia. Então, as medidas econômicas foram tomadas, ressaltando que a economia até se recuperou, porém, logo a essa recuperação houve implementação de novas políticas econômicas. Diante disso, o presente trabalho analisa se o atual momento econômico brasileiro está ligado à crise internacional ou políticas adotadas domesticamente. A hipótese a ser testada no trabalho é saber se as políticas que foram executadas no âmbito econômico, fiscal e creditícia no Brasil não tiveram um caráter de longo prazo ao invés de aplicá-las em um período de curto prazo, se não houve excesso de expansão de crédito ou se os ajustes econômicos deveriam ter sido executados quando a economia estava em crescimento. Observou-se que por um período a economia brasileira se recuperou, porém, não se tornando consistente e ao longo especificamente do governo Dilma Rousseff, algumas políticas foram implementadas estrategicamente, não tendo um caráter de reação a uma crise.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Samuel Campos (samuelcampos@id.uff.br) on 2017-10-05T21:16:51Z No. of bitstreams: 1 Faria (2016).pdf: 1127977 bytes, checksum: 0f4d2844df35ce55fe0d312ebf3a0c8c (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by bucg Universitária de Campos dos Goytacazes (bucg@ndc.uff.br) on 2017-10-26T19:19:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Faria (2016).pdf: 1127977 bytes, checksum: 0f4d2844df35ce55fe0d312ebf3a0c8c (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-10-26T19:19:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Faria (2016).pdf: 1127977 bytes, checksum: 0f4d2844df35ce55fe0d312ebf3a0c8c (MD5)en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal Flumiensept_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.titleMomento econômico brasileiro: resquícios da crise financeira americana 2007-2008 ou adoções de políticas domésticas?pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de cursopt_BR
dc.subject.keywordCrise financeirapt_BR
dc.contributor.membersSampaio, Adriano Vilela-
dc.contributor.membersSilva, Breno Augusto da Silva e-
dc.contributor.membersArêdes, Alan Figueiredo de-
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR
dc.subject.descriptorCrise econômicapt_BR
dc.subject.descriptorCrise financeirapt_BR
dc.subject.descriptorPolítica econômica - Brasilpt_BR
dc.subject.descriptorGoverno Dilma Rousseff - 2010-2014pt_BR
dc.identifier.vinculationAluno de Graduaçãopt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.degree.departmentDepartamento de Economia de Campospt_BR
dc.degree.date2016-
dc.degree.localCampos dos Goytacazes, RJpt_BR
dc.degree.cursoCiências Econômicaspt_BR
dc.publisher.departmentCampos dos Goytacazespt_BR
Appears in Collections:GCE - Trabalhos de Conclusão de Curso - Campos dos Goytacazes

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Faria (2016).pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.