Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5047
Title: A potência política dos corpos no filme “Tatuagem”
Authors: Galvão, Giovana Ciannella
metadata.dc.contributor.advisor: Tedesco, Marina Cavalcanti
metadata.dc.contributor.members: Monteiro, Elaine
Resende, Douglas
Issue Date: 30-Oct-2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A pesquisa tem como objetivo fazer uma releitura do longa - metragem “Tatuagem” (2013), de Hilton Lacerda, sob uma abordagem da Teoria Queer e pensar desdobramentos dessa análise para o filme. Primeiro abordando as noções sobre a relação poder – corpo na sociedade moderna do teórico Michel Foucault. Para depois, utilizando os estudos da Teoria Queer mostrar como o filme pode ser uma representação de corpos que fazem da sexualidade e da identidade um instrumento político, de seres que resistem e mudam as formas de subjetivação sexopolíticas. Ao desdobrar a Teoria Queer com o filme, tentaremos ver a partir do roteiro, da construção dos personagens, do registro e da significação dos corpos retratados, como acontece o desvio e a desontologização das políticas de identidade. Estas são praticadas através dos corpos e da sexualidade deles, sendo por si só potências políticas e quebras nas formas de controle do corpo, exercido pela sociedade industrial capitalista (heteronormativa). O filme representa pessoas que se apropriam das disciplinas de saber/poder sobre os sexos, na rearticulação e no desvio das tecnologias sexopolíticas específicas de produção dos corpos “normais” e “desviantes”. Se levantam contra os regimes que os constroem como “normais” ou “anormais”.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5047
Appears in Collections:GGX - Trabalhos de Conclusão de Curso - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cinema e Audiovisual UFF_Giovana Ciannella Galvão_2017.1.pdf885.96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.