Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5110
Title: Evasão e infrequência escolar: análise das causas da infrequência e evasão escolar no ensino fundamental no Município de Macaé
Authors: Pinto, Adriana Tavares
metadata.dc.contributor.advisor: Carli, Ranieri
metadata.dc.contributor.members: Teixeira, Bruno
Sirelli, Paula
Issue Date: 2013
Abstract: Neste trabalho discutiremos o que leva o aluno à infrequência ou evasão escolar, o que causa seu desinteresse pela escola e a relação disso com a sociedade, o Estado e a família. Este trabalho tem também o objetivo dar visibilidade à sociedade e aos pais e/ou responsáveis por esses alunos sobre sua condição. A intenção é levá-los à reflexão, pois em alguns casos mesmo sem instrução esses são imprescindíveis na construção do processo educacional de seus filhos incentivando-os e auxiliando-os em suas atividades escolares, ressaltando a importância do acompanhamento da frequência escolar, o comportamento e o rendimento de seus filhos. Este trabalho ressalta também a importância, as formas de intervenção e as estratégias preventivas da Secretaria Municipal de Educação de Macaé para que essa situação não se perpetue, pois é fato de que o abandono e a infrequência escolar representam, desperdício das verbas da Educação, desencadeando em uma realidade futura bastante desfavorável para o município, na medida em que o alto índice de infrequência e evasão escolar reflitam no aumento das taxas de desemprego, subemprego, violência e criminalidade dentro de um município que cresce assustadoramente devido a sua grande demanda de força de trabalho nas mais diversas áreas. Nestes termos citamos o Assistente Social como um profissional indispensável no enfrentamento dessas causas e apesar de ainda não institucionalizado na Educação o Serviço Social se faz necessário e imprescindível nesse processo de retornar o aluno para a escola e de intervir para que este e outros não evadam. A obrigação de velar pela integral garantia de direito a ser educado envolve um conjunto de ações, em cujo desenvolvimento exige-se a participação do responsável, dos professores, da direção da escola e também de instituições de atendimento à criança ao adolescente em situação de dificuldade. Sendo assim, é fundamental estabelecer o diálogo, o comprometimento e fortalecimento de uma rede socioassistencial que promova condições que garantam a universalidade aqui mencionada
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5110
Appears in Collections:RGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC ADRIANA TAVARES.pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.