Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5173
Title: Justiça Ambiental e diferentes formas de apropriação do território: um estudo a partir das relações de poder
Authors: Barros, Yohanan Sousa
metadata.dc.contributor.advisor: Cruz, Valter do Carmo
metadata.dc.contributor.members: Serra, Carlos Henrique Aguiar
Lucas, Charlles da Fonseca
Issue Date: 2015
Abstract: O argumento do presente trabalho monográfico se baseia na tentativa de investigar a dimensão dos conflitos socioambientais ocorridos no contexto de disputa por diferentes formas de apropriação do território. Para tanto, foi realizado um estudo sobre o movimento por justiça ambiental que relaciona problemas ambientais e desigualdades sociais como resultado de um modelo de desenvolvimento injusto, em que a maior carga de danos ambientais recai sobre populações vulneráveis social, econômica e culturalmente. O enfoque dado por essa pesquisa, ancorado nos conceitos de “justiça ambiental”, “injustiça ambiental” e “racismo ambiental”, diferencia-se dos tradicionais estudos ecológicos visto que busca investigar o meio ambiente não apenas em termos de preservação, mas também de distribuição e justiça. Buscou-se conceituar a expressão de justiça ambiental e a origem do movimento, inserida na perspectiva da ecologia política como abordagem teórico-metodológica e em seguida partiu-se para a análise da dimensão dos conflitos socioambientais, sendo destacado um caso de conflito ocorrido no Brasil, por meio da análise de um mapa e de dados produzidos pela Ong FASE.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5173
Appears in Collections:GGS - Trabalhos de Conclusão de Curso



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons