Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5173
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCruz, Valter do Carmo-
dc.contributor.authorBarros, Yohanan Sousa-
dc.date.accessioned2017-11-08T15:54:10Z-
dc.date.available2017-11-08T15:54:10Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.urihttps://app.uff.br/riuff/handle/1/5173-
dc.description.abstractO argumento do presente trabalho monográfico se baseia na tentativa de investigar a dimensão dos conflitos socioambientais ocorridos no contexto de disputa por diferentes formas de apropriação do território. Para tanto, foi realizado um estudo sobre o movimento por justiça ambiental que relaciona problemas ambientais e desigualdades sociais como resultado de um modelo de desenvolvimento injusto, em que a maior carga de danos ambientais recai sobre populações vulneráveis social, econômica e culturalmente. O enfoque dado por essa pesquisa, ancorado nos conceitos de “justiça ambiental”, “injustiça ambiental” e “racismo ambiental”, diferencia-se dos tradicionais estudos ecológicos visto que busca investigar o meio ambiente não apenas em termos de preservação, mas também de distribuição e justiça. Buscou-se conceituar a expressão de justiça ambiental e a origem do movimento, inserida na perspectiva da ecologia política como abordagem teórico-metodológica e em seguida partiu-se para a análise da dimensão dos conflitos socioambientais, sendo destacado um caso de conflito ocorrido no Brasil, por meio da análise de um mapa e de dados produzidos pela Ong FASE.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Miguel Lima da Silva (miguel_lima@id.uff.br) on 2017-10-20T02:48:36Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2015_JUSTIÇA AMBIENTAL E DIFERENTES FORMAS DE APROPRIAÇÃO DO TERRITÓRIO UM ESTUDO A PARTIR DAS RELAÇÕES DE PODER.pdf: 327397 bytes, checksum: 5d315f052b4e72b016a4ecb090b02eea (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Geisa Drumond (gmdrumond@vm.uff.br) on 2017-11-08T15:54:10Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2015_JUSTIÇA AMBIENTAL E DIFERENTES FORMAS DE APROPRIAÇÃO DO TERRITÓRIO UM ESTUDO A PARTIR DAS RELAÇÕES DE PODER.pdf: 327397 bytes, checksum: 5d315f052b4e72b016a4ecb090b02eea (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-11-08T15:54:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2015_JUSTIÇA AMBIENTAL E DIFERENTES FORMAS DE APROPRIAÇÃO DO TERRITÓRIO UM ESTUDO A PARTIR DAS RELAÇÕES DE PODER.pdf: 327397 bytes, checksum: 5d315f052b4e72b016a4ecb090b02eea (MD5)en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsOpen Accesspt_BR
dc.titleJustiça Ambiental e diferentes formas de apropriação do território: um estudo a partir das relações de poderpt_BR
dc.typemonografia de conclusão de cursopt_BR
dc.subject.keywordJustiça ambientalpt_BR
dc.subject.keywordRacismo ambientalpt_BR
dc.subject.keywordConflitopt_BR
dc.subject.keywordTerritóriopt_BR
dc.contributor.membersSerra, Carlos Henrique Aguiar-
dc.contributor.membersLucas, Charlles da Fonseca-
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR
dc.subject.descriptorMeio ambientept_BR
dc.subject.descriptorJustiçapt_BR
dc.subject.descriptorConflito socioambientalpt_BR
dc.subject.descriptorPoder (Ciências Sociais)pt_BR
dc.subject.descriptorTerritóriopt_BR
dc.identifier.vinculationAluno de Graduaçãopt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.degree.departmentInstituto de Ciências Humanas e Filosofiapt_BR
dc.degree.date2015-07-
dc.degree.localNiterói-RJpt_BR
dc.degree.cursoCurso de Bacharelado em Ciências Sociaispt_BR
dc.publisher.departmentNiteróipt_BR
Appears in Collections:GGS - Trabalhos de Conclusão de Curso



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons