Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5459
Title: A influência dos tratamentos de estimulação ácida e scale squeeze sobre o índice de produtividade de poços produtores
Authors: Queiroz, Ana Clara Cazarin
Silva, Sidney Jorge Perovano da
metadata.dc.contributor.advisor: Pardo, Arturo Rodrigo Ferreira
metadata.dc.contributor.advisorco: Baioco, Juliana de Sousa
metadata.dc.contributor.members: Vallejos Carrasco, Alfredo Moisés
Queiroz Neto, João Crisósthomo de
Issue Date: 10-Jan-2018
Abstract: Este trabalho é um estudo acerca da eficácia da combinação dos tratamentos de estimulação ácida e scale squeeze, no combate ao aparecimento de incrustações em reservatórios de petróleo. Para tal, foi realizado um estudo de caso, com dados reais de uma campanha de estimulação e scale squeeze realizada por uma empresa no ano de 2014. A análise dos procedimentos adotados e dos resultados obtidos nos mostram que a estimulação ácida é altamente eficaz. Porém, seu desempenho pode ser rapidamente comprometido pelo retorno das incrustações. Além disso, é preciso estar atento ao tipo de incrustação no reservatório. Incrustações de carbonato de cálcio respondem bem ao tratamento com ácidos convencionais, já o sulfato de bário necessita de um outro químico, o dissolvedor, para que possa ser removido. Como consequência da retirada do dano, esse tratamento aumenta o índice de produtividade dos poços, retornando-os à uma vazão superior ou mesmo restituindo completamente sua capacidade produtiva. O scale squeeze é um tratamento que busca estender a vida da estimulação ácida, protegendo o poço da precipitação de novos compostos incrustantes. Neste trabalho, vê-se que o resultado do scale squeeze é mais discreto, quando comparado à estimulação ácida, pois seus benefícios não se traduzem simplesmente em aumento da produtividade, e sim, na manutenção do nível produtivo dos poços ao longo do tempo.
metadata.dc.description.abstractother: This paper is a study about the combined efficiency of the acid stimulation and scale squeeze treatments against inorganic scaling in oil reservoirs. It was done a case study, using real data from a campaign held by a big oil company in 2014. The analysis of the procedures adopted and the obtained results show us that the acid stimulation is highly effective. However, its performance can be rapidly impaired by scale deposition. Furthermore, it is importante to know the type of scale presente in the reservoir. Calcium carbonate scales can be completely removed by treatment with conventional acids, but to remove barium sulfate scales, another chemical needs to be used, the dissolver. As a consequence of the impairement removal, this treatment increases well productivity, returning it to higher oil rates or even restoring its full productive capacity. The scale squeeze is a treatment whose objective is to extend the life of the acid stimulation, protecting the well from the precipitation of new scaling materials. In this paper, its possible to see that the result of the scale squeeze is more discreet when compared to acid stimulation, because its benefits cannot be seen as productivity increase, but in the mainteinance of the production rates over time.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5459
Appears in Collections:TGO - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Clara Cazarin Queiroz e Sidney Jorge Perovano da Silva.pdf3.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.