Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5533
Title: Estudo sobre os desafios no tratamento de efluentes da indústria farmacéutica
Authors: Wanderley, Matheus Cereja
Nascimento, Romulo Freitas
metadata.dc.contributor.advisor: Ferreira, Geraldo de Souza
metadata.dc.contributor.members: Peçanha, Maria Luisa Rodriguez
Queiroz Neto, João Crisósthomo de
Issue Date: 18-Jan-2018
Abstract: A indústria farmacêutica é responsável por produzir medicamentos e tem um papel fundamental na sociedade ao fabricar produtos com a finalidade de tratar sintomas, curar ou prevenir doenças. Nas últimas décadas, as empresas em geral passaram a se pronunciar mais intensamente sobre suas responsabilidades ambientais. Dado que o setor farmacêutico é um grande gerador de resíduos que podem provocar impactos no meio ambiente, é essencial um estudo profundo sobre seu funcionamento e suas características. A Engenharia Química, por ser o campo de conhecimento responsável por transformar matérias-primas e por criar ou aperfeiçoar novos produtos e processos, se torna um agente capaz de modificar a forma como os resíduos dessa indústria são produzidos, descartados, tratados e reutilizados. Diante da relevância desse tema, o presente trabalho apresenta um estudo acerca da história da indústria farmacêutica no Brasil e no mundo; um levantamento do cenário econômico do mercado farmacêutico; uma análise dos impactos diretos e indiretos dessa indústria no meio ambiente, principalmente por meio dos efluentes industriais; uma discussão das legislações aplicáveis e suas consequências na gestão empresarial do setor; uma abordagem dos tipos de tratamentos utilizados no processamento dos efluentes industriais do setor farmacêutico. A partir dessa revisão bibliográfica, pôde se concluir que a atuação do engenheiro químico é crucial para o avanço do setor farmacêutico no âmbito socioambiental, na implementação de novas políticas de planejamento e gestão e no surgimento de novos processos de tratamentos de efluentes para o problema recente dos poluentes emergentes
metadata.dc.description.abstractother: The pharmaceutical industry is responsible for producing medicine and has a vital role in society by manufacturing products that treat symptoms, prevent and heal diseases. Over the past decades, companies started to speak out more intensely about their social-environmental responsibility. Given that the pharmaceutical industry is a great generator of wastes that can impact the environment, an in-depth study about its characteristics and operations is essential. Chemical Engineering, as a discipline that applies its knowledge to transform materials and create or enhance new products and processes, becomes a factor capable of changing how the pharmaceutical industry produces, discards, treats and reutilizes its waste. Considering the relevance of this subject, this paper studies the history of the pharmaceutical industry in Brazil and the world; evaluates the economic landscape of the pharmaceutical market; analyses direct and indirect impacts of this industry in the environment, primarily by industrial wastewater; discusses the applicable laws and their consequences in the corporate management of pharmaceutical companies; reviews the types of treatment used to process industrial wastewater from pharmaceutical plants. In conclusion, this literature review showed that the chemical engineer plays a crucial part in the progress of the pharmaceutical industry in the socialenvironmental topic, in the implementation of new strategic management and in the development of new treatment processes for the recent problem of emerging pollutants
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5533
Appears in Collections:TGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - Matheus Cereja e Rômulo.pdf2.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.