Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5791
Title: Mortes por agressão em Pernambuco e no Brasil: um óbice para a consolidação da democracia
Authors: Nóbrega Júnior, José Maria
Zaverucha, Jorge
Rocha, Enivaldo
Issue Date: 2011
Publisher: UFPR
Citation: Nóbrega Jr, Jose Maria ; ZAVERUCHA, J. ; Rocha, Enivaldo . Mortes por agressão em Pernambuco e no Brasil: um óbice para a consolidação da democracia. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), v. 19, p. 103-114, 2011.
metadata.dc.relation.ispartof: Revista de Sociologia e Política. Curitiba, UFPR, 2011
Abstract: No Brasil as taxas de homicídios alcançaram índices alarmantes. A maioria das análises em Ciência Política negligencia a relação entre violência e qualidade da democracia. O Index of Democracy do The Economist Unit (2008) avaliou o Brasil como sendo um país de elevada pontuação no indicador de liberdades civis. Levou em consideração aspectos dos direitos civis que ignoram os homicídios. Isso fez com que a conceituada revista inglesa chegasse à equivocada conclusão que o Brasil teria níveis de direitos civis acima de países como os Estados Unidos e o Reino Unido. O cerne deste trabalho está em analisar a qualidade da democracia brasileira tendo como um de seus critérios avaliativos o indicador de homicídio. A variável dependente é a qualidade da democracia e a variável independente, as taxas de morte por agressão em Pernambuco. Para medir-se a democracia avaliou-se o papel de suas instituições coercitivas na falta de contenção de homicídios praticados em Pernambuco. O resultado da análise inferiu serem, os altos números de homicídios, um óbice à consolidação da democracia no Brasil.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5791
Appears in Collections:NEPEAC - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
05.pdf1.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.