Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5819
Title: Composição da matéria orgânica nos sedimentos superficiais da várzea do lago grande de Curaí, Pará, Brasil
Authors: Cecanho, Fernanda França
metadata.dc.contributor.advisor: Bernardes, Marcelo Corrêa
Issue Date: 22-Feb-2018
Abstract: A abordagem utilizada neste estudo visou caracterizar a composição da matéria orgânica no sedimento superficial dos diferentes lagos (águas brancas e pretas) que compõe a Várzea do Lago Grande de Curuai, através dos fenóis oriundos da lignina como traçador de plantas vascularizadas, e dados secundários de análises isotópicas ( 13C) e elementares (C/N), em amostras de sedimento superficial e de possíveis fontes de matéria orgânica. A caracterização dos fenóis de lignina nas amostras de sedimento para as possíveis fontes de matéria orgânica (plantas terrestres, macrófitas e perifiton) e para o sedimento foram feitas através da degradação oxidativa em meio básico com óxido de cobre (CuO). Das amostras de fontes de MO analisadas, Echinocloa polystachia (Capim Canarana) com maior razão S/V e Capim (nd) com maior razão C/V foram as que mais mostraram contribuição na composição da MO para os sedimentos superficiais, mostrando a grande contribuição de MO autóctone macrofítica e fitoplanctônica para a várzea do Lago Grande de Curuai. Os resultados obtidos com os fenóis oriundos da lignina apontam característica de vegetação terrestre, com elevada razão S/V para a amostra de fonte de MO Echinocloa spectabilis (Mutim), caracterizada como fonte alóctone de matéria orgânica para o sedimento da várzea, correspondendo á vegetação C4 terrestre. Gramínea (nd), Pistia stratiotes (Alface d’Água), Eichornia azurea (Mureru) e Eichornia crassipes correspondem a fonte autóctone de matéria orgânica para o sedimento da várzea apresentando elevados valores de razão C/V; e a amostra de Epifiton caracterizou-se como uma mistura de fontes fitoplanctônica, macrofítica e de vegetação terrestre para os sedimentos da várzea. Os resultados obtidos para as amostras de sedimento superficial mostram que a proximidade com terras florestadas, o grau de interferência do Rio Amazonas, e de interconexão entre os lagos que compõe a várzea do Lago Grande de Curuai, interferem na composição (alóctone ou autótone), e no grau de decomposição da MO depositada no sedimento. Os lagos de águas pretas Curumucuri e Açaí apresentaram grande contribuição de MO alóctone da drenagem do solo da floresta adjacente, mas com diferenças no grau de decomposição; sendo que para o Açaí com pouca interferência do Amazonas e isolado dos demais lagos da várzea a MO encontrada no sedimento apresenta maior degradação, enquanto que para o Lago Curumucuri, mais interligado ao sistema, a MO depositada no sedimento é menos degradada. A composição da matéria orgânica para o sedimento dos lagos de águas brancas apresenta maior influência de MO autóctone (vegetação aquática), com exceção do Lago Salé que apresenta grande influência de MO alóctone proveniente da floresta adjacente e do Rio Amazonas. Existem diferenças no grau de decomposição da MO nos lagos de águas brancas, sendo que para os pontos em maior contato com o rio Amazonas a MO no sedimento encontra-se menos degradada.
metadata.dc.description.abstractother: The approach applied in this study focused in characterizes the organic matter composition in plants and sediments of Várzea do Lago Grande do Curuai floodplain among white water and black water lakes. As a vascular plant tracer it was used lignin phenol composition through cupric oxide degradation under basic conditions analysis. To a better interpretation it was used a secondary data from elemental (C/N) and isotopic ( 13C) analysis. The results from possible organic matter sources to lake sediments, showed higher amount of a non-leaf origin indicated by syringyl phenol ratio normalized to vanillin (S/V) to Echinocloa spectabilis (Mutim); Echinocloa polystachia (Capim Canarana) and Capim (non-identified). However, higher value of C/V ratio coupled to the high S/V values found to Echinocloa polystachia (Capim Canarana) was related to its aquatic behavior allowing a more leaf growth against a terrestrial type as Echinocloa spectabilis (Mutim) with a more structure phenol necessity typical of a terrestrial grass. The Gramínea (ni), Pistia stratiotes (Alface d’Água) and Eichornia crassipes samlpes presented higher C/V ratios values, characterizing a more leaf material typical of aquatic plants. The epiphyton sample indicated a mixture composed by both aquatic and terrestrial plants. Those alochthone versus autochthones sources added to the degradation conditions determined the composition of organic matter deposited. The superficial sediments samples results appeared to be influenced by the forest low land proximity, the Amazon River influence and by the interconnection among the productivity of the floodplain lakes. The black water lakes Curumucuri e Açaí presented a high alochthone organic matter contribution from the drainage of the neighborhood forest. Differences found in degradation rates were related to the hydrological function of those black water lakes. Açai lake showed a higher degradation rate in relation to Cumurucuri Lake that presented a less degraded organic matter due to a higher influence from floodplain system. The organic matter from white water lakes sediments presented a high autochthones proximate sources (aquatic plants) and less alochthone ultimate source (terrestrial plants). Exception were found to Sale Lake with the influence of the neighborhood forest drainage and also from the contact of Amazon River. Among white water lakes, Lago Grande de Curuai, Poção, Santa Ninhã, Salé e Lago Grande do Poção, it was found differences in degradation rates, related with water circulation, where a more Amazon River influence showed a less degraded rate.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5819
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Microsoft Word - PDF-Dissertação.pdf895.62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.