Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5837
Title: A Fragilidade do Ministério da Defesa Brasileiro
Authors: Zaverucha, Jorge
Issue Date: 2005
Publisher: UFPR
Citation: ZAVERUCHA, J.. A Fragilidade do Ministério da Defesa Brasileiro. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 25, p. 107-121, 2005.
metadata.dc.relation.ispartof: Revista de Sociologia e Política. Curitiba, UFPR, 2005
Abstract: O presente artigo apresenta os diversos momentos por que passou o Ministério da Defesa, desde sua criação no segundo mandato presidencial de Fernando Henrique Cardoso (1999-2002) até o atual governo de Luís Inácio Lula da Silva (2003-2006), com os respectivos ministros da Defesa. Visto como uma etapa importante na reconstitucionalização do país, na medida em que prevê a submissão dos comandantes das Forças Armadas a um ministro civil, e embora alguns analistas considerem que essa submissão de fato ocorre, procuramos indicar as resistências e as insubordinações militares ao poder civil, provenientes de um legado autoritário. Na medida em que o Ministério da Defesa não consegue implementar uma política própria, em que os militares seguiriam as orientações dos civis, o artigo conclui considerando a fragilidade política e institucional do Ministro da Defesa, civil, ante o os comandos militares, que conservam alto grau de autonomia decisória em relação à estrutura do Ministério.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/5837
Appears in Collections:NEPEAC - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
31114.pdf90.34 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.